7 erros ao passear com seu cão: saiba mais

08 Junho, 2018

Seja no parque ou na rua, seu cão precisa de atenção, delicadeza e interação com outros animais de estimação. Também devemos evitar puxar a coleira e educá-lo para que fique calmo, já que a ansiedade nunca é benéfica. Para evitar práticas incorretas, conheça 7 erros ao passear com seu cão.

Além de fazer suas necessidades, os cães precisam sair de casa para gastar suas energias, tomar ar fresco, socializar com outros animais e fazer exercícios.

Como donos, muitas vezes cometemos erros ao passear com nossos cães, na maior parte dos casos, por falta de informação.

7 erros ao passear com seu cão

Talvez sua rotina de passeios com seu animal de estimação já exista há algum tempo. Porém, há algumas práticas que não fazem bem ao animal. Preste atenção a esses 7 erros ao passear com seu pet:

1. Não permitir que ele fareje

O sentido do olfato é muito importante para os cães, pois graças a ele podem se orientar, encontrar comida, identificar uma pessoa ou até mesmo prevenir um perigo ou ameaça. Quando nosso cão cheira lixo, fezes de outros animais ou qualquer coisa na rua, automaticamente o puxamos pela coleira.

Cachorro farejando

No entanto, você deve permitir que ele cheire o que está em sua volta e que tenha contato com os “aromas” dos cães vizinhos. Acredite ou não, esse hábito ajuda o cão a compreender o ambiente e a se sentir mais relaxado.

2. Não recolher as fezes

Você esqueceu a sacola plástica, não teve tempo, não gosta, etc. Recolher as fezes do nosso animal de estimação não é a tarefa mais bonita do mundo, mas devemos realizá-la para manter a limpeza das ruas e dos parques. Além disso, recolhendo as fezes, evita-se o contágio de doenças, o mau cheiro e que algum descuidado pise e suje seus sapatos novos.

3. Puxar a coleira

Mesmo que seu animal de estimação esteja puxando forte a coleira, não conseguirá ir muito longe se você fizer uma força contrária para posicioná-lo ao seu lado. Os cães podem ser muito teimosos! Além disso, algumas raças grandes são tão fortes que têm a capacidade de puxar a coleira e as pessoas.

Cuidados ao levar seu cão para passear

Porém, você deve ter em mente que puxar a coleira do seu cão não faz bem para a saúde, pois pode provocar estresse, problemas de garganta e pressão intraocular. Como evitar essa situação? Ensine-o a caminhar sempre ao seu lado, colocando um arnês especial ou usando uma coleira extensível.

4. Soltá-lo no parque

Um dos erros ao passear com seu cão é soltá-lo ao chegar num parque ou área verde, para deixá-lo “correr livremente”.

Pode ser algo ideal quando o animal não está muito bem ou se não faz muito exercício, mas também pode ser um problema para os outros animais de estimação em volta.

Alguns erros que você não deve cometer ao levar seu cão para passear

Esse hábito pode ser estressante para os outros animais, perigoso para as crianças e prejudicial para seu próprio cão. Se ele não estiver tranquilo, não o solte. Espere até que ele se acalme para poder soltá-lo um pouco da coleira.

5. Não se exercitar com ele

Por que, em vez de soltá-lo e deixá-lo correr desesperadamente, você não faz um exercício com seu animal de estimação? Você pode começar a caminhar por algumas ruas, correr e, se isso lhe animar, pode andar de bicicleta e levar seu cão ao lado seguindo o ritmo.

6. Não deixar que ele socialize

Um cão que não socializa é mais propenso a sofrer de ansiedade, medo ou estresse. Portanto, é fundamental que ele tenha contato com outros cães desde filhote. Um parque é o lugar ideal para isso, porém existem algumas “condições”.

Dicas para levar seu cão para passear corretamente

Primeiramente, você não deve obrigar que seu animal de estimação seja “amigo” de outros animais. Eles sozinhos devem se aproximar pouco a pouco, se cheirar e se sentirem à vontade. Talvez, na primeira vez, eles não prestem atenção, mas nas próximas ocasiões vão se reconhecer e até brincar juntos.

Lembre-se de que os cães de raças grandes não devem “se juntar” com os de raças pequenas, pois os menores podem se machucar por acidente nas brincadeiras. Portanto, um Rottweiler com um Yorkshire pode não ser uma boa combinação.

7. Não prestar atenção no cão

O último dos 7 erros ao passear com seu cão é um dos mais típicos: não observar os movimentos e ações dele. Ficar conversando com outros donos de animais de estimação ou utilizando o celular são distrações que podem não permitir agir a tempo caso ocorra alguma briga ou problema.