Alimentação e características do rinoceronte-de-java

19 Novembro, 2020
O rinoceronte-de-java é um dos mamíferos mais ameaçados do planeta. É possível que restem apenas 18 espécimes adultos no mundo todo.

Até o século XIX, o rinoceronte-de-java estava distribuído de forma mais ou menos abundante por uma vasta região do continente asiático. Podia ser encontrado em países como Bangladesh, Mianmar, Tailândia, Laos, Camboja ou Vietnã.

Atualmente, essa espécie persiste apenas em uma pequena região ao norte da ilha de Java, no parque nacional Ujung Kulon. Por causa da perda do seu habitat e da caça para a obtenção de seu chifre, usado na medicina tradicional chinesa, esse animal está em estado crítico de extinção.

Como é o rinoceronte-de-java?

O rinoceronte-de-java (Rhinoceros sondaicus sondaicus) foi descrito em 1822 por Anselme G. DesmarestFoi o último rinoceronte a ser descrito e catalogado dentro da filogenia, devido à sua raridade e ao seu estilo de vida.

É um dos animais mais ameaçados do planeta e, embora seus últimos exemplares habitem um parque nacional, ainda há temor por sua vida devido à caça ilegal e à endogamia. As outras duas subespécies de rinoceronte-de-java, Rhinoceros sondaicus annamiticus e Rhinoceros sondaicus inermis, já estão extintas.

Apesar de ter um aspecto semelhante ao de qualquer outra espécie de rinoceronte, esse mamífero se caracteriza por ser menor e por apresentar placas dérmicas menos desenvolvidas. Ou seja, ele não apresenta a “armadura” típica de outras espécies de rinoceronte.

Machos e fêmeas são muito semelhantes, embora elas geralmente sejam maiores. Sua pele tem uma tonalidade acinzentada que pode se tornar marrom. A maneira mais fácil de distinguir o gênero é olhando para o chifre, ausente ou muito pequeno nas fêmeas.

É o segundo maior mamífero da Ásia, depois do elefante-asiático. Pode atingir 1,7 metros de altura e mede até quatro metros de comprimento horizontal. O peso geralmente é mais variável e vai de 900 kg a mais de duas toneladas.

Alimentação e características do rinoceronte-de-java

Onde vive o rinoceronte-de-java?

Até o momento em que foi descrito como espécie, tudo o que se sabia sobre o rinoceronte-de-java era aquilo que os nativos contavam. Eles falavam de um ser quase pré-histórico, com um único chifre. Esse animal vivia nas profundezas das selvas do arquipélago indonésio e era muito difícil de ser visto. Apenas as pilhas de excremento e as suas pegadas enormes denunciavam sua presença.

Atualmente, o rinoceronte-de-java vive em áreas de floresta tropical de terras baixas, sempre perto da água. No entanto, anteriormente ele também vivia em áreas de pastagens abertas e altas montanhas. As pesquisas sugerem que ele não estava estritamente restrito à selva, por isso o local que habita atualmente pode não ser o ideal.

O que o rinoceronte-de-java come?

O rinoceronte-de-java é um animal herbívoro, pois se alimenta de vegetais e precisa de uma grande quantidade diária para manter seu corpo robusto. Além disso, também precisa beber água diariamente, por isso está tão intimamente relacionado aos cursos de rios ou lagos.

Embora possa comer alimentos muito fibrosos, prefere os brotos mais macios e nutritivos e é de conhecimento geral que, assim como outras espécies de rinocerontes asiáticos, esse animal pode derrubar plantas lenhosas para, dessa forma, alcançar os brotos verdes dos ramos. Além disso, ele usa seu lábio preênsil para selecionar os alimentos mais apetitosos.

Biologia reprodutiva da espécie

Da mesma forma que quase tudo o que diz respeito à biologia do rinoceronte-de-java, a maneira como eles se reproduzem e o desenvolvimento dos seus filhotes também é um mistério. Sabe-se que é uma espécie solitária e que os indivíduos só são vistos juntos quando estão acasalando ou no caso das mães com seus filhotes.

Estudos indicam que a longevidade da espécie é estimada entre 30 e 40 anos. A gestação dura aproximadamente 16 meses e a maturidade sexual é alcançada entre os cinco e os sete anos para as fêmeas e aos 10 anos para os machos.

Alimentação e características do rinoceronte-de-java

A conservação dessa espécie tem pouca expectativa de um ressurgimento ou reintrodução. A constante perda dos habitats nessa região do planeta é tão brutal que é muito provável que nunca se saiba muito mais sobre esses animais antes de sua extinção.

  • Ellis, S. & Talukdar, B. 2020. Rhinoceros sondaicus. The IUCN Red List of Threatened Species 2020: e.T19495A18493900.
  • Grubb, P. 2005. Artiodactyla. In: D.E. Wilson & D.M. Reeder (ed.), Mammal Species of the World. A Taxonomic and Geographic Reference (3rd ed), pp. 637-722. Johns Hopkins University Press, Baltimore, USA.
  • Nowak, R.M. 1999. Walker’s Mammals of the World. The Johns Hopkins University Press, Baltimore, USA and London, UK.
  • Schenkel, R. and Schenkel-Hulliger, L. 1969. The Javan rhinoceros (Rhinoceros sondaicus Desm.) in Udjung Kulon Nature Reserve: its ecology and behaviour. Field Study 1967 and 1968. Acta Tropica 26: 97-134.