Quais animais podem ter anorexia?

15 Maio, 2020
Muitos animais domésticos podem apresentar falta de apetite parcial ou total. Isso é chamado de "anorexia". A seguir, vamos mostrar quais são as causas desse problema e quais são os animais mais propensos a desenvolvê-lo.

Anorexia é um termo usado para descrever a situação na qual um animal de estimação perde o apetite. Nesses casos, o animal de estimação pode não querer ou não conseguir comer.

Antes de continuarmos a nos aprofundar no assunto, é necessário esclarecer que “apetite” e “fome” não significam a mesma coisa. Por um lado, a fome é despertada fisiologicamente pela necessidade do corpo de obter alimento. Por outro, o apetite é psicológico, pois depende da memória e da associação.

animais que podem ter anorexia

Possíveis causas para a falta de apetite em animais

Existem muitas causas para a anorexia. As mais comuns são:

  • Câncer.
  • Parasitas internos.
  • Infecção na língua.
  • Úlceras inflamatórias.
  • Doenças dentárias.
  • Amígdalas aumentadas.
  • Presença de corpo estranho.
  • Infecções que causam febre.
  • Qualquer doença do estômago ou intestino.

Outros casos nos quais a anorexia pode ocorrer:

  • estresse causado por ruídos altos, como fogos de artifício, por exemplo, podem causar anorexia.
  • Animais territoriais, como os gatos, podem parar de comer quando se sentem intimidados pela presença de outro animal de estimação em casa.
  • Animais de estimação artríticos, animais de estimação no pós-operatório ou aqueles com dores no corpo também podem apresentar anorexia.

Como o veterinário vai agir?

Dependendo dos sintomas apresentados pelo seu animal de estimação, o veterinário poderá considerar uma série de diferentes medidas. No entanto, você pode esperar o seguinte:

  1. A maioria dos veterinários começará fazendo algumas perguntas básicas para entender o problema: Quando você notou a diminuição do apetite ou a anorexia pela primeira vez? Como é o apetite normal do seu animal de estimação?
  2. Em seguida, ele fará uma avaliação física do animal.
  3. Se achar necessário, ele indicará a realização de certos exames de laboratório. Exames de sangue, fezes e urina podem ser úteis para esclarecer suspeitas de doenças subjacentes.
  4. Ele pedirá que sejam feitos raios-X. Os raios-X podem ser úteis nesses casos, principalmente quando houver suspeita de dor ortopédica, câncer ou distúrbios gastrointestinais.
animais que podem ter anorexia

A anorexia em cães

Uma perda temporária do apetite do seu cachorro não é algo para se preocupar imediatamente. Assim como ocorre conosco, os cães às vezes não sentem fome.

Às vezes, uma situação estressante ou um desconforto estomacal podem ser os culpados, mas essas coisas geralmente são resolvidas em um dia. Se após mais de 48 horas o cachorro ainda se recusar a comer, ele deve ser levado ao veterinário imediatamente.

A principal preocupação ocorre quando um cachorro que geralmente fica entusiasmado com a comida perde o interesse por ela. Essa súbita perda de apetite é um indicador de que algo está errado.

Gatos também podem apresentar falta de apetite

Os gatos gostam de viver a sua rotina, e qualquer mudança nela pode fazê-los perder o apetite. Viajar, mudar de casa ou até mesmo dar as boas-vindas a um bebê ou a um novo animal de estimação da família são coisas que podem causar estresse. Muitas vezes, os gatos lidam com o estresse se recusando a comer.

De qualquer forma, é importante ter em mente que, caso o seu gato não esteja comendo, isso também pode ser o resultado de uma doença. Infecções, pancreatite, insuficiência renal, câncer e problemas intestinais, por exemplo, podem fazer com que um gato pare de comer.

A anorexia é algo importante em cobras

Exceto algumas cobras fêmeas imediatamente antes da postura de ovos e as cobras em hibernação planejada, não é normal que as cobras em cativeiro se recusem a comer durante mais de um ou dois meses. Muitas serpentes de climas temperados geralmente diminuem a sua taxa de alimentação no outono, conforme o ciclo da luz diminui.

Muitas vezes, as cobras param de comer temporariamente quando estão prestes a perder a pele. Vale destacar que, logo antes da muda, as cobras não conseguem enxergar muito bem e geralmente ficam irritadas. No entanto, uma vez que trocam de pele, o apetite volta ao normal.

Entretanto, permitir que a anorexia continue além de algumas semanas pode predispor o animal a uma infecção. A anorexia é um sinal de que uma cobra não está se sentindo segura o suficiente na sua gaiola.

A anorexia em coelhos pode ser grave

animais que podem ter anorexia

Os coelhos geralmente querem mastigar e comer tudo o que estiver ao seu alcance. No entanto, se eles subitamente ficarem apáticos e não mostrarem mais interesse pela comida, isso pode ser uma situação de emergência.

O fato de um cachorro ou um gato, ou ainda outro animal de estimação, pular uma refeição não precisa ser motivo de preocupação. No entanto, quando um coelho faz isso, pode haver um problema que precisa ser resolvido o mais rápido possível.

O motivo mais comum para a perda de apetite em coelhos é um problema chamado estase gastrointestinal. Isso ocorre quando o peristaltismo (as contrações no intestino que empurram os alimentos através do trato gastrointestinal) diminui ou é interrompido. Nos coelhos, isso é extremamente perigoso e pode causar a morte se não for tratado adequadamente.

Nota final

Como você pode ver, existem animais que podem sofrer de anorexia em determinados momentos, por várias razões. Portanto, é importante que você esteja bem informado, de acordo com o animal de estimação que possui, para que você saiba quando é hora de ir ao veterinário para um exame imediato.

  • Stella, J., Croney, C., & Buffington, T. (2013).Effects of stressors on the behavior and physiology of domestic cats.Applied Animal Behaviour Science, 143(2), 157–163.
  • Harcourt-Brown, F. (2002).Anorexia in rabbits 1. Causes and effects. In Practice, 24(7), 358–367.
  • Boyer, T. H., & Boyer, D. M. (1993).Breeding Season Anorexia in Male Snakes.Bulletin of theAssociation of Reptilian and AmphibianVeterinarians, 3(1), 6–6.
  • Delaney, S. J. (2006).Management of anorexia in dogs and cats. Veterinary Clinics of North America-Small Animal Practice, 36(6), 1243–1249.