As cabras das Montanhas Rochosas

04 Agosto, 2020
As cabras das Montanhas Rochosas são nativas da América do Norte. Seu nome científico é Oreamnos americanus, que na verdade significa "um cordeiro da montanha pertencente à América".

As cabras das Montanhas Rochosas não são cabras de verdade, pois fazem parte da família de antílopes americanos. Um grupo dessa espécie é chamado de bando, e o número de um bando muda com frequência. Uma população saudável de cabras terá espécimes de todas as idades.

Morfologia das cabras das Montanhas Rochosas

Elas têm aproximadamente um metro de altura até o ombro e pesam entre 70 e 100 quilos, mais ou menos o mesmo peso de um homem adulto. Pode ser difícil dizer a diferença entre machos e fêmeas, a menos que você seja um observador entusiasta do comportamento desses animais.

Algumas das características compartilhadas por ambos os sexos são os chifres finos e pretos. Além disso, em ambos os sexos crescem barbas à medida que amadurecem, e esses animais têm ombros grandes e poderosos que os ajudam a subir e chutar o chão para comer.

Os chifres

A cabra das Montanhas Rochosas possui chifres finos e pontiagudos que se estendem para cima e para longe dos seus rostos longos e estreitos. Esses chifres crescem continuamente, ao contrário dos chifres dos cervos e alces.

Os chifres nos dizem a idade da cabra de maneira semelhante aos anéis de uma árvore ou às escamas de um peixe. Alguns anéis sazonais são formados nos chifres de uma cabra a cada ano. Os chifres de uma cabra branca terão um anel a menos que a sua idade.

Portanto, o chifre de uma cabra de dois anos terá um anel, uma cabra de três anos terá dois anéis e assim por diante. As fêmeas têm uma grande curva na ponta dos chifres, enquanto os machos têm uma curva suave ao longo de todo o comprimento.

Morfologia das cabras das Montanhas Rochosas

A pelagem da cabra branca

Essa espécie não precisa se preocupar com o frio. Durante o inverno, duas camadas de pele as mantêm aquecidas. A pele perto dos seus corpos é como a lã macia de uma ovelha. Isso fornece uma camada básica de isolamento.

Os pelos longos e grossos são chamados de pelos de guarda e cobrem o pelo lanoso. Os pelos de guarda protegem o animal do vento, da chuva e da neve. Esses recursos ajudam a cabra das Montanhas Rochosas a gerenciar o clima frio dos locais montanhosos, que é seu habitat natural.

No final da primavera, esses animais começam a se livrar dos seus casacos de inverno. Seu pelo pesado começa a cair,  e eles se esfregam contra arbustos e árvores, deixando para trás pedaços de bolas de pelo macio.

As patas da cabra das Montanhas Rochosas

O casco de cada pata possui uma casca externa dura e uma almofada de borracha côncava que funciona como uma ventosa quando o peso é aplicado. Os dedos das cabras se separam quando elas pisam. Essa característica as ajuda a se movimentarem no ambiente montanhoso com facilidade e agilidade.

As patas curtas e robustas, além do corpo pesado, também ajudam as cabras com sua agilidade e equilíbrio. Sabe-se que as cabras brancas saltam três metros de uma saliência para outra e conseguem andar em espaços com apenas alguns centímetros de largura.

Sobrevivência e envelhecimento

O tempo médio de vida de uma cabra é de aproximadamente 11 anos. Algumas passam fome porque os dentes se desgastam e elas não conseguem mais mastigar a comida. As lesões por quedas são mais comuns à medida que envelhecem.
Sobrevivência e envelhecimento

Os hábitos alimentares variam ao longo do ano. Sua dieta é composta principalmente de gramíneas, plantas lenhosas, musgos, líquenes e outras vegetações. Elas também parecem ser atraídas pelo sal, embora não haja evidências de que seja um mineral necessário para elas. As cabras parecem realmente gostar do sabor!

A cabra das Montanhas Rochosas não tem muitos predadores. Elas vivem em áreas que dificultam a perseguição em um penhasco. O predador mais comum é o leão-da-montanha, e às vezes as águias conseguem pegar um filhote.

Algumas pessoas caçam as cabras das Montanhas Rochosas por sua carne e chifres. Mas, na verdade, enquanto o habitat for abundante, a maioria das cabras brancas sobreviverá. Elas são mais propensas a sofrer mortes por quedas, acidentes, avalanches e, às vezes, falta de comida.

Vida familiar

A estação de acasalamento ocorre no final de novembro e início de dezembro. O macho seguirá a fêmea por até um mês. Ele estará tão ocupado em encontrar a parceira certa que até perderá o interesse pela comida. Se dois machos estiverem interessados ​​na mesma fêmea, eles vão lutar por ela.

Apenas metade das fêmeas de um bando dará à luz. Elas geralmente deixam o rebanho pouco antes do parto, e o nascimento ocorre na primavera, quando há muito o que comer e o clima não está muito frio. Os filhotes são capazes de se levantar e andar logo após o nascimento e crescem bem rápido.

Embora o primeiro alimento venha da ingestão do leite materno, eles começam a comer plantas em poucos dias. Então, essas plantas se tornam toda a sua dieta após um mês, e eles deixam suas mães por volta de um ano de idade.

O primeiro e o segundo ano de vida são os mais difíceis para uma cabra jovem. Estudos mostraram uma grande perda de exemplares jovens durante esse período.

  • https://www.thatsfarming.com/news/goats-rocky-mountain
  • https://defenders.org/mountain-goat/basic-facts
  • https://www.nationalgeographic.com/animals/mammals/m/mountain-goat/
  • https://www.oregonzoo.org/discover/animals/rocky-mountain-goat