Atta laevigata: uma das formigas-cortadeiras mais comuns

03 Setembro, 2020
A saúva-cabeça-de-vidro (Atta laevigata) é uma das iguarias mais antigas da Colômbia e arredores.

Existem numerosas espécies de formigas-cortadeiras. No entanto, talvez nenhuma delas seja tão ilustre quanto a Atta laevigata, mais conhecida como saúva-cabeça-de-vidro. Além de suas características, hoje vamos descobrir o seu valor culinário em algumas regiões da América Latina.

Quantas espécies de formigas-cortadeiras existem?

As formigas-cortadeiras são agrupadas principalmente em dois gêneros: Acromyrmex e Atta. Ao todo, existem cerca de 45 espécies, que habitam tanto a parte central quanto o sul das Américas.

Como características comuns, destacam-se sua habilidade para cortar e processar matéria vegetal e sua associação com outros pequenos organismos: os fungos. Depois de remover os pedaços de folhas, as formigas os levam para o formigueiro. Uma vez que estiverem no formigueiro, essas folhas vão servir como meio de crescimento para certos fungos, que, então, servirão de alimento para o restante da colônia.

Características da Atta laevigata 

A saúva-cabeça-de-vidro, cujo nome oficial é Atta laevigata, foi descrita pela primeira vez em 1858 por Frederick Smith, um ilustre naturalista inglês, especialista em himenópteros.

Essa espécie é conhecida por vários nomes, de acordo com a área geográfica em que é encontrada. Assim, na Colômbia, ela é chamada de mayera, enquanto no Peru é conhecida como hormiga sikisapa ou culona.

Atta laevigata

Entre as suas características mais distintivas, a Atta laevigata possui uma cabeça brilhante e lisa, muito distintiva nas operárias de maiores dimensões. Seu corpo é constituído por um exoesqueleto que termina em um abdômen consideravelmente grande. Essa formiga também tem três pares de patas e um par de asas.

Hierarquia no formigueiro

Assim como em muitas outras espécies – de formigas e de outros invertebrados, tais como as abelhas – há uma escala social estabelecida no formigueiroNa colônia, que pode abrigar até 3,5 milhões de indivíduos, existem vários papéis diferentes:

  • O papel mais básico é o da operária, responsável por cortar, coletar e transportar o material vegetal até o formigueiro.
  • As formigas soldados podem arrastar folhas maiores e, graças às suas mandíbulas fortes, servem como defesa contra intrusos.
  • As obreiras atendem a todas as necessidades da rainha da colônia.
  • Por fim, temos a formiga-rainha, responsável por garantir a descendência da colônia.

Dentre essas funções, existem pequenas variações na distribuição de tarefas, relacionadas ao tamanho de cada indivíduo. De fato, acredita-se que as formigas-cortadeiras sejam um dos grupos que mais apresentam polimorfismo biológico, juntamente com os seres humanos.

Atta laevigata

Atta laevigata e gastronomia  

A saúva-cabeça-de-vidro foi fonte de alimento durante centenas de anos e a sua origem é encontrada no povo indígena dos Guanes. Atualmente, essa espécie é coletada e com ela são produzidos diversos produtos comestíveis, incluindo o famoso molho de saúva.

Durante a estação chuvosa, as formigas rainhas emergem dos ninhos, e é nesse momento que elas são coletadas. Esse processo é lento e complicado, pois as formigas soldados geralmente tentam defender a rainha usando suas mandíbulas.

Uma vez que a formiga é coletada, o corpo é separado das asas e patas. Com o abdômen limpo, elas são torradas e cozidas em uma frigideira. Em alguns países, tais como Colômbia ou Peru, são consideradas uma verdadeira iguaria, sendo até mesmo um presente comum em casamentos, uma vez que são consideradas um alimento afrodisíaco.

O que é certo é que essas formigas têm um alto valor nutricional. De acordo com os estudos mais recentes, a Atta laevigata contém altos níveis de proteína e um índice de gordura muito baixo.

  • de Melo Rodovalho, C., Lyra, M. L., Ferro, M., & Bacci Jr, M. (2014). The mitochondrial genome of the leaf-cutter ant Atta laevigata: a mitogenome with a large number of intergenic spacers. PLoS one9(5), e97117.

 

  • Moreira, A., Forti, L. C., Andrade, A. P., Boaretto, M. A., & Lopes, J. (2004). Nest architecture of Atta laevigata (F. Smith, 1858)(Hymenoptera: Formicidae). Studies on Neotropical Fauna and Environment39(2), 109-116.