Células-tronco no combate à osteoartrite em cães e cavalos

06 Fevereiro, 2020
Graças às células-tronco, que têm uma capacidade de autorrenovação, existe um tratamento eficaz para a osteoartrite em cães e cavalos.

Graças à evolução da medicina veterinária, podemos falar em mais e melhores alternativas no tratamento das doenças degenerativas. Um excelente exemplo são os resultados promissores das células-tronco no combate e no alívio da dor causada pela osteoartrite em cães e cavalos.

Apesar disso, ainda existem muitas dúvidas sobre a chamada terapia celular e os seus benefícios para a qualidade de vida dos pacientes. A seguir, convidamos você a aprender mais sobre as células-tronco e o seu papel no tratamento de patologias crônicas e degenerativas em animais.

O que são as células-tronco?

De uma maneira muito resumida, poderíamos definir as células-tronco como a matéria-prima do organismo. A partir delas, todas as outras células do corpo se desenvolvem, depois de se diferenciarem para desempenhar a sua função específica no metabolismo.

Sob condições ideais para o seu desenvolvimento, grande parte das células-tronco é diferenciada para dar origem a células especializadas, também chamadas de ‘células filhas’. Deste processo conhecido como diferenciação, nascem os nervos, o sangue, os músculos, as células ósseas, etc.

No entanto, as células-tronco também podem gerar novas células-tronco através de um processo chamado autorrenovação. Ou seja, elas podem ser divididas em novas células idênticas a si mesmas, que também têm a capacidade de se diferenciar ou se autorrenovar.

Por que as células-tronco são tão importantes na medicina humana e veterinária?

As células-tronco são o único tipo de célula conhecida com a capacidade natural de gerar qualquer outro tipo de célula e se autorrenovar. Por esse motivo, elas ganharam um papel central no tratamento de doenças degenerativas que afetam seres humanos e outros animais.

Cachorro e cavalo passeando na natureza

O principal objetivo é promover a resposta reparadora dos órgãos e tecidos afetados por lesões, disfunções ou doenças. Seu uso seria semelhante a um transplante de órgão, mas consideravelmente menos invasivo, mais versátil e eficaz.

Em vez de substituir o órgão ou tecido afetado por outro órgão ou tecido idêntico, as células-tronco ou produtos derivados são aplicados direta ou indiretamente. Tanto as células quanto os produtos gerados por elas são produzidos e preservados sob rigorosos controles de qualidade em laboratórios especializados.

A expectativa é de que a sua capacidade possa “substituir” total ou parcialmente os danos celulares causados ​​por essas patologias. Dessa forma, seria possível retardar a progressão dos seus sintomas e melhorar consideravelmente a qualidade de vida do paciente.

Células-tronco para o tratamento da osteoartrite

A osteoartrite é uma doença que afeta as cartilagens que compõem as articulações, o que leva ao seu desgaste e degeneração progressivos. Os pacientes diagnosticados com osteoartrite geralmente sofrem de dor intensa, inflamação e inchaço localizado que comprometem a sua capacidade motora.

Essa patologia degenerativa pode afetar os seres humanos e muitos outros animais, como cães, gatos e cavalos. Seus sintomas são muito semelhantes em todas as espécies, o que prejudica significativamente a qualidade de vida dos pacientes.

Cachorro e cavalo juntos

Nos seres humanos, o tratamento experimental com células-tronco mostrou excelentes resultados em pacientes com osteoartrite avançada nos joelhos. Cerca de 90% dos pacientes tratados com terapia regenerativa experimental registraram uma redução significativa da dor e da dificuldade para caminhar.

Uso de células-tronco na medicina veterinária

O avanço das terapias celulares também revela resultados encorajadores para a medicina veterinária. Como o uso de células-tronco é proibido ou limitado em humanos em muitos países, está sendo feito um trabalho para permitir e aprimorar o tratamento regenerativo em cães, gatos e cavalos.

Atualmente, os benefícios das terapias com células-tronco para as seguintes condições já são conhecidos em animais:

  • Osteoartrite.
  • Artrose.
  • Câncer.
  • Displasias de quadril e cotovelo.
  • Ruptura do ligamento cruzado.
  • Doença inflamatória intestinal (DII).
  • Doenças inflamatórias.
  • Dermatite.

Existem tratamentos com células-tronco para a osteoartrite em cães e cavalos?

Já existem produtos especiais para a terapia regenerativa em cães, gatos e cavalos. Um deles foi lançado recentemente pela empresa de biotecnologia Bioibérica, especializada em biomoléculas de origem animal.

Graças à sua parceria com a empresa Centauri, especializada em terapias com células-tronco, o lançamento de um serviço abrangente de terapia regenerativa para a osteoartrite em cães, gatos e cavalos foi concluído.

A terapia consiste em extrair células da gordura abdominal do próprio animal. Elas serão tratadas em laboratório para serem injetadas novamente nos tecidos que precisam se regenerar.

Por enquanto, esse tratamento estará disponível apenas em clínicas veterinárias na Espanha e em Portugal, mas os fabricantes já planejam a sua expansão para o mercado internacional.