7 truques para motivar um gato a brincar

05 Março, 2020
Se você tenta brincar com o seu gato constantemente mas não é bem recebido, talvez você ainda não conheça as suas preferências. No entanto, também pode ser que o seu bichinho esteja estressado ou doente. Se o problema for o estresse, experimente aplicar estas dicas.
 

Se você quer motivar o seu gato a brincar, observe-o. Introduza mudanças graduais e verifique o que funciona. Gradualmente, o seu gato vai se acostumar a se mover mais. Lembre-se: gatos que brincam costumam ser gatos felizes.

Quanto tempo um gato deve passar brincando?

Isso depende de cada gato. A natureza dota cada gato com uma personalidade própria, que varia em diversos aspectos, incluindo o seu nível de atividade.

É importante saber que o interesse felino pelas brincadeiras de ‘alta energia’ atinge o ápice entre os quatro e os cinco meses e, então, diminui.

Assim, uma vez que os gatos atingem a idade adulta, eles geralmente se dividem em dois grupos principais: os gatos que continuarão brincando com os seus tornozelos e dedos dos pés, e aqueles que se sentam no colo e preferem menos atividade.

Além disso, devemos entender que os gatos são animais com um tempo de atenção naturalmente curto. Portanto, sessões de apenas cinco minutos de brincadeiras são suficientes para eles. A brincadeira funciona melhor se for repetida várias vezes durante o dia.

Conselhos para motivar um gato a brincar

Existem maneiras de incentivar a atividade do seu gato. Sem dúvida, brincar é algo que oferece inúmeros benefícios: combate a obesidade, espanta o tédio e resolve os problemas comportamentais dos gatos.

Além disso, muitos donos de gatos afirmam que brincar com os seus animais é divertido. É claro que isso só acontece quando o gato quer brincar. De acordo com especialistas em comportamento, os gatos que brincam com os seus donos ficam mais dispostos a brincar sozinhos em outros momentos. A seguir, mostraremos um conjunto de estratégias para seduzir o seu gatinho:

 

1. Brinque com o seu gato

Não espere que o seu gato seja fã de brincar sozinho: os brinquedos para brincar sozinho são um entretenimento secundário. Em geral, eles gostam muito mais dos brinquedos controlados pelos humanos.

2. Copie o processo de caça

A razão pela qual muitos gatos ficam extremamente empolgados com as brincadeiras é que eles são geneticamente predispostos a saltar sobre objetos que pareçam presas.

Por isso, você deve tentar mover o brinquedo como se fosse uma pequena presa, afastando-o e aproximando-o ao mesmo tempo em que altera a sua velocidade, mas sem fazer um movimento neurótico.

Gato tentando pegar brinquedo

3. Deixe o seu gato pegar o brinquedo

De tempos em tempos, uma vez que a brincadeira imita a caça, deixe o seu gato se deliciar com a vitória. Deixe o seu gato saltar sobre o brinquedo, segurá-lo com as patas e mordê-lo. Uma presa que ele nunca possa pegar vai deixar o gato frustrado.

4. Evite a rotina

Experimente brinquedos diferentes. Remova alguns itens durante várias semanas e, depois, troque-os pelos que estiverem em uso. Isso evita o tédio e mantém a novidade e a emoção.

5. Adicione novidades ao playground

 

Ao adicionar uma caixa – por exemplo – ao local de brincar, você fornecerá uma variação muito necessária. Se você mover o brinquedo ao redor da caixa, o seu gato vai segui-lo. Se você mover o brinquedo em cima dela, o seu gato vai saltar para persegui-lo. Tire proveito da curiosidade do seu gato.

Gato brincando com bolhas de sabão

6. Identifique os melhores momentos para brincar

Nem todos os momentos são igualmente bons para brincar. Na natureza, o ritmo das atividades de um gato segue um padrão específico, que inclui cochilar, caçar, se alimentar e se lamber, e então novamente cochilar, caçar… Os gatos ficam mais alertas após as sonecas e antes das refeições.

7. Use catnip

Talvez você já tenha experimentado brinquedos de catnip, mas lembre-se de que nem todos os gatos reagem a esta erva. Um em cada três gatos não se importa com ela.

Muitos brinquedos para gatos encontrados no mercado são aromatizados com catnip, mas você também pode comprar um pacote para esfregar nos brinquedos do seu animal.

 
  • Caro, T. M. (1980). Effects of the mother, object play, and adult experience on predation in cats. Behavioral and Neural Biology, 29(1), 29-51.
  • West, M. (1974). Social play in the domestic cat. American Zoologist14(1), 427-436.