Conselhos para ajudar seu gato depois de uma queda

03 Janeiro, 2018
 

Costumam dizer que os gatos tem sete vidas…. algo muito necessário, se considerarmos a curiosidade característica deste animal. Não é estranho ver os bichanos em cima de alguma árvore, de um telhado ou muro, e até mesmo caindo destes lugares. Neste artigo, contamos como ajudar um gato que caiu de um lugar alto. Sem dúvida é um dos acidentes mais comuns com este animal.

Os gatos e a relação com alturas

gato em cima de uma arvore

Ainda não sabemos o motivo, mas que os gatos gostam de “escalar” ninguém pode negar. Alguns dizem que é devido ao instinto caçador, outros, que é pela curiosidade. Também estão os que afirmam que é pela falta de medo das alturas. Podemos pensar também que é porque amam brincar quando são filhotes e, por isso, exercitam o corpo, ou que o corpo esbelto e flexível permitem que eles subam em qualquer lugar.

A capacidade extraordinária que os gatos têm de saírem ilesos nas quedas deram a eles a fama de terem sete vidas. É muito frequente que caiam de lugares altos e, por isso, os veterinários deram um nome a esse acidente: “síndrome do gato paraquedista”.

Geralmente, são os filhotinhos e mais jovens que caem, porque são mais curiosos, atrevidos e mais inexperientes. Desde pequenos, elegem as superfícies e áreas mais perigosas para brincar e fazer travessuras.

 

No entanto, é a partir da adolescência (quando começa a atividade sexual), que são mais propensos a quedas, especialmente os machos. Ao sentir o cheiro do hormônio liberado pelas fêmeas, não levam em consideração os perigos. Seguindo este “rastro” podem tentar passar por lugares quase que inacessíveis e cair.

No caso dos adultos, as quedas são menos frequentes e, na maioria das ocasiões, se deve a problemas do sistema nervoso, fraquezas, problemas nos ossos, problemas musculares ou falta de equilíbrio.

Como ajudar um gato que caiu de um  lugar alto?

A queda de um felino pode ser causada por diversos motivos. No caso de ser reincidente, é fundamental levá-lo a um veterinário para que faça uma boa revisão e que seja indicado um tratamento adequado para a Síndrome do Gato Paraquedista.

Se o profissional não encontra nada estranho na fisionomia do animal, então é uma questão de comportamento ou hábito. Talvez o gato tenha se acostumado desde pequeno a subir em árvores ou em telhados e, quando mais velho, é difícil tirar esse “prazer” que ele tem de cair, apesar disso acontecer várias vezes.

Se seu gato cai de uma grande altura recomendamos que:

1 – Não dê analgésicos nem medicamentos humanos ao gato

Muitas pessoas cometem este erro ao tentar curar os mascotes depois de alguma queda. Porém, os remédios para pessoas podem causar intoxicação nos animais, mesmo sendo em doses menores.

2 – Mantenha-o imobilizado

Isso é um pouco difícil nos gatos, já que eles não ficam quietos um minuto sequer. Quando sentem dores, os felinos de estimação se tornam perigosos e podem até morder o dono. É preciso tratá-los com a maior delicadeza e cuidado do mundo. Desta maneira, são se assustará e aceitará receber os cuidados necessários.

 

3 – Leve-o ao veterinário

gato no veterinario

Pode ser que em um primeiro momento você possa pensar que o seu gato não tenha se machucado gravemente, mas algumas lesões são invisíveis a olho nu. O médico fará uma revisão, avaliará os sintomas e fará alguns exames para ter certeza de que não quebrou nenhum osso ou que a queda não provocou nenhuma lesão interna (por exemplo nos pulmões, muito sensíveis nos bichanos).

4 – Vigie o comportamento

Se depois da queda e antes de levá-lo ao veterinário você percebe que seu gato fica anormalmente imóvel ou quieto em algum lugar, se esconde debaixo da cama ou da mesa, mia o tempo todo e não quer comer, você deve adiantar a consulta com um profissional, já que pode ter machucados internos ou estar muito dolorido.

5 – Tome medidas de prevenção

Os donos dos gatos que amam escalar por aí podem, por exemplo, fechar as janelas, a varanda, os espaços de ventilação; dar mais brinquedos para distraí-lo e construir plataformas que permitam que seu animal de estimação suba sem se machucar ao cair e isso evitará futuras dores de cabeça. Mas o mais recomendado e seguro é instalar telas em todas as janelas da casa ou apartamento.