6 cuidados especiais para animais de estimação idosos

12 Agosto, 2020
Assim como as pessoas idosas, os animais de estimação idosos precisam de atenção e de uma série de cuidados específicos. Os cães, geralmente vivem entre 11 e 15 anos, enquanto os gatos vivem entre 15 e 18 anos.

Os animais de estimação idosos precisam de atenção e cuidados especiais. Assim como acontece com as pessoas idosas, o comportamento e as habilidades de um animal de estimação mudam conforme a idade avança.

Atualmente, os animais de estimação vivem mais do que costumavam viver. Isso ocorre por causa da melhora nos cuidados veterinários e nos hábitos alimentares.

Assim, o desafio é conhecer um novo conjunto de condições relacionadas à idade nos animais de companhia. Nos últimos anos, muito trabalho foi feito em relação às necessidades especiais dos animais de estimação idosos.

Animais de estimação idosos: o começo da idade de ouro

Para os gatos, a maior idade registrada é de 34 anos. No caso dos cães, a vida mais longa registrada é de 29 anos. No entanto, esses casos são excepcionais. O tempo de vida médio de um gato é entre 15 e 18 anos, enquanto os cães vivem entre 11 e 15 anos.

Muitos de nós que temos um animal de estimação nos perguntamos quando é o momento de considerá-los idosos. Geralmente, temos a ideia de que a velhice de cães e gatos começa por volta dos sete anos de idade, mas essa é apenas uma aproximação.

cuidados especiais para animais de estimação idosos

Os cães de raças grandes, por exemplo, geralmente têm vidas mais curtas do os cães de raças menores. A Associação Americana de Medicina Veterinária produziu um quadro sobre como relacionar o equivalente humano para te ajudar a entender como o seu cachorro ou gato realmente envelhece.

Sinais comuns de envelhecimento no seu animal de estimação

Independentemente da idade do seu animal de estimação, há vários sinais que você pode notar no animal que está envelhecendo. Por exemplo, menos energia e menos atividade do que o habitual, além da diminuição do nível de atenção e interesse.

Há também o desenvolvimento de problemas de visão ou audição e o aparecimento de pelos grisalhos. Além disso, podem ocorrer mudanças comportamentais, como, por exemplo, a confusão mentalAlguns animais de estimação desenvolvem ansiedade de separação, vocalização excessiva ou acidentes com defecação e urina dentro de casa.

Em idades mais avançadas, você poderá observar que o seu animal de estimação dorme muito mais do que antes, apresentando apatia ou perda do controle dos esfíncteres. Ao mesmo tempo, ele pode ter episódios de ansiedade expressos através de apreensões, respiração ofegante, gemidos, tremores e maior vocalização.

Cuidados especiais para animais de estimação idosos

Cuidar de um animal de estimação idoso pode exigir mais atenção, além de outras alterações na sua rotina habitual. Felizmente, essas mudanças não acontecem da noite para o dia.

cuidados especiais para animais de estimação idosos

Podemos nos adaptar a elas gradualmente, assim como o animal de estimação. A seguir, vamos descrever os cuidados mais importantes:

1. Aumentar as consultas com o veterinário

Os animais de estimação idosos devem ser levados ao veterinário duas vezes por ano e podem exigir cuidados adicionais. São necessários cuidados especiais com a saúde bucal, o controle de parasitas e as vacinas.

Os problemas de saúde relacionados à idade incluem câncer, doenças cardíacas e renais ou do trato urinário. Além disso, alguns animais de estimação apresentam doenças hepáticas, diabetes e doenças ósseas ou articulares.

2. Atender às necessidades alimentares

Talvez você precise modificar a dieta do seu animal de estimação conforme ele for envelhecendo. No entanto, é importante observar que, para a determinação da dieta, qualquer doença subjacente representa uma consideração mais importante do que a idade.

A nutrição adequada está associada a maiores chances de manter uma massa muscular saudável e um bom funcionamento orgânico e imunológico.

3. Controlar o peso dos animais de estimação idosos

Se o seu cachorro ou gato idoso apresentar excesso de peso ou obesidade, você também pode ajudá-lo a perder peso. Um animal de estimação idoso deve manter uma condição corporal magra e a sua melhor forma.

cuidados especiais para animais de estimação idosos

4. Fazer exercício

Sem exercícios regulares, o corpo envelhecido do seu animal de estimação vai gradualmente perder o tônus ​​muscular, o equilíbrio e o movimento fluido. Os animais de estimação idosos podem se beneficiar bastante de atividades antienvelhecimento, incluindo:

5. Estimular a mente dos animais de estimação idosos

Os animais de estimação podem mostrar sinais de senilidade, assim como os seres humanos. Nesse sentido, a estimulação mental pode ajudar a manter o cérebro do animal funcionando corretamente.

De longe, a melhor atividade para estimular os cães idosos e geriátricos mentalmente é a atenção constante recebida de um filhote, de modo que você pode procurar uma companhia para ele na sua comunidade.

6. Adaptar o ambiente e as atividades recreativas

Se o seu animal de estimação desenvolver perda de audição, visão ou mobilidade, será necessário fazer alguns ajustes no ambiente. Isso pode incluir:

  • Andar, em vez de correr nos passeios.
  • Brincadeiras de puxar em vez de perseguir.
  • Instalar rampas para que ele possa entrar ou sair do carro.
  • Saídas mais frequentes para fazer as necessidades.
  • Adaptar as interações sociais com outros animais de estimação e pessoas.

Se o seu animal de estimação tiver problemas auditivos, você pode ajudá-lo estimulando o sentido do olfato. Use velas perfumadas ou outros produtos de aromaterapia para ajudá-lo a encontrar o caminho.

cuidados especiais para animais de estimação idosos

Se o seu animal de estimação não estiver dormindo bem, aumentar um pouco o nível de atividade durante o dia pode ajudar. Deixe o seu animal de estimação dormir no seu quarto. Dormir perto do líder da manada humana deve ajudar a aliviar a ansiedade que contribui para a inquietação noturna.

Guie o seu cachorro com pistas claras e instruções fáceis de seguir, especialmente se ele mostrar sinais de declínio mental. Ao conversar com o seu cachorro, mantenha uma voz calma, tranquila e gentil e, por favor, nunca grite com ele. Os cães idosos podem ficar deprimidos facilmente.

Evite mudar os móveis de lugar e minimize a bagunça se o seu cachorro estiver perdendo a visão.

Cães com incontinência relacionada à idade podem usar fraldas descartáveis ​​ou roupas absorventes. Se o seu animal de estimação tiver incontinência durante o sono, existem camas para animais de estimação com incontinência.

Além disso, também existem muitos tratamentos naturais e suplementos que podem ajudar os animais de estimação idosos. Alguns deles incluem ajustes quiropráticos, alongamento, exercícios na água, acupuntura e massagens.

  • de Pedro Medrano, J. (2007). Mascotas ancianas: pautas de manejo. Farmacia profesional, 21(4), 62-64.
  • Videla, M. D. (2015). El miembro no humano de la familia: las mascotas a través del ciclo vital familiar. Revista Ciencia Animal, 9, 83-98.
  • Gómez, L. F., Atehortua, C. G., & Padilla, S. C. O. (2007). La influencia de las mascotas en la vida humana. Revista Colombiana de Ciencias Pecuarias, 20(3), 377-386.
  • Benitez Grijalva, V. M. (2016). Estudio de factibilidad para la creación de un cementerio de mascotas para el cuidado de la salud pública, en la ciudad de Ibarra, provincia de Imbabura (Bachelor’s thesis).