Dicas para animar animais de estimação deprimidos

18 Novembro, 2020
O humor dos animais é muito importante para sua saúde e qualidade de vida.

Embora a depressão em cães não possa ser diagnosticada por veterinários, existem certos sintomas muito semelhantes aos sofridos por humanos que podem acabar deteriorando a saúde desses animais. Conheça algumas dicas para animar animais de estimação deprimidos.

Quais são os sintomas dos animais de estimação deprimidos?

Tal como acontece com as pessoas, os animais de estimação deprimidos perdem qualquer vestígio de interesse pelo ambiente, tornam-se retraídos e sem energia, sem apetite ou vontade de sair de casa.

Quais são os sintomas dos animais de estimação deprimidos?

Esses sintomas também podem ser consequência de um problema médico latente, por isso é aconselhável levar o animal ao veterinário o mais rápido possível para descartar outras doenças. Algumas das causas desse sintoma são mudanças repentinas no ambiente, a chegada de outro animal de estimação ou de um bebê, ou mudanças drásticas em sua rotina.

Como tratar e encorajar animais de estimação deprimidos

A maioria dos cães supera esse choque emocional com um pouco de amor e exercícios extras. Os tutores que percebem essa mudança de humor e se concentram em passar mais tempo com seus cães fazendo o que amam e dando petiscos quando o cão está envolvido em atividades ou mais ativo, têm mais chances de sucesso.

Se, por exemplo, se tratar de um cão grande que precisa de espaços abertos e muito exercício para poder ser ele mesmo, mas que mora em um pequeno apartamento na cidade onde passa muito tempo sozinho, recomenda-se uma mudança drástica de ambiente.

Como tratar

Embora certas raças de cães grandes possam ser mais aptas, a verdade é que nem todos os cães podem viver em uma cidade grandeE se os sintomas depressivos persistirem, apesar dos esforços do tutor , pode ser hora de encontrar alguém que possa fornecer o ambiente de que o animal precisa.

Posso medicar um animal com depressão?

Surpreendentemente, a resposta é sim. Existem medicamentos antidepressivos que funcionam tanto em animais quanto em pessoas, como o Prozac ou o Zoloft. Na verdade, existem até mesmo terapeutas especializados em animais que, embora não sejam 100% eficazes, podem ajudar seu amigo de quatro patas a lidar com comportamentos agressivos ou autodestrutivos.

A maioria dos terapeutas animais não deixam de ser etólogosOu seja, são especialistas em comportamento animal e podem ajudar os tutores a melhorar o relacionamento com seu animal de estimação e a lidar com traumas ou fobias básicas que dificultam seu relacionamento com outros animais ou outras pessoas.