Quais são os efeitos da música nos animais?

06 Julho, 2020
Para os ouvidos dos animais, a música humana pode ser estressante. Entretanto, os pesquisadores conseguiram "animalizá-la", fazendo versões adaptadas a cada espécie.

Desde sempre, tem nos intrigado saber se a música tem efeitos sobre os animais. Embora seja fácil experimentar com os nossos próprios animais de estimação, apenas a ciência conseguiu revelar como alguns animais reagem à estimulação musical.

Embora existam vários estudos usando diferentes estratégias de pesquisa com diferentes espécies de animais, ainda não há uma resposta inequívoca. A seguir, veremos alguns exemplos interessantes para refletir sobre o assunto.

O Danúbio azul, número um na música canina

Um estudo com 161 cães moradores de um abrigo avaliou o efeito de diferentes melodias e gêneros no comportamento canino. Foi descoberto que a música clássica, mais especificamente o Danúbio Azul de Strauss, reduzia a ansiedade.

efeitos da música nos animais

Assim, foi observado um aumento significativo no tempo de sono e uma diminuição no latido. Por outro lado, o efeito do heavy metal pareceu não ser tão positivo, pois foi observado um aumento nos latidos, menor tempo de sono e agitação constante.

Em suma, todos os sintomas que um verdadeiro metaleiro talvez não tivesse ao ouvir o seu gênero preferido antes de dormir.

Muuuu música para os ouvidos

Assim como os cães, as vacas também preferem a música clássica. Foram relatados tempos de ordenha significativamente menores enquanto as vacas ouviam grandes clássicos.

A Sinfonia Pastoral, de Beethoven, e Bridge over Troubled Water, de Simon & Garfunkel, foram grandes sucessos no galpão de ordenha.

Essas músicas produziram modestos aumentos de 3% na produção de leite. Por outro lado, quando o gado foi exposto a canções barulhentas, tais como Tiger Feet, de Mud, e Size of a Cow, de Wonder Stuff, não houve aumento na produção de leite.

efeitos da música nos animais

Para as codornas, a variedade é o sal da vida

Em 2016, um grupo filipino divulgou um estudo sobre como diferentes tipos de música influenciam o desempenho, a qualidade dos ovos, o comportamento e a economia da criação de codornas japonesas.

No estudo, um total de 165 filhotes, divididos em 5 grupos, foram submetidos durante quatro meses a 12 horas contínuas de música. Os grupos de estudo foram: controle (sem música) e mistura de vários gêneros: clássico, heavy metal, reggae.

A análise revelou que as codornas expostas à música aleatória e clássica apresentaram maior peso corporal final em comparação com os outros grupos. A qualidade dos ovos também foi maior nos grupos com música aleatória e clássica.

Mozart adaptado para roedores

efeitos da música nos animais

Recentemente, um estudo se propôs a determinar o efeito da música na memória e no aprendizado. O trabalho utilizou quarenta ratos, expostos por dez minutos diários, durante 10 semanas.

Para isso, foi produzida uma versão ‘roedora’ da Sonata para dois pianos em ré maior, de Mozart. A versão era duas vezes mais rápida e uma oitava acima da original.

Os grupos de ratos receberam os estímulos musicais antes (‘A’), durante (‘D’) e antes e durante (‘AD’) o teste de memória. O grupo de ratos controle (‘C’) foi mantido em silêncio.

O aprendizado espacial e a capacidade de memória dos animais foram testados em um labirinto radial de 8 braços. Ao final, os autores relataram que os ratos expostos à música antes e durante (‘AD’) apresentaram melhora significativa na aquisição de tarefas.

Uma melhora passageira

É interessante observar que o efeito da música foi temporário. Ao testar o grupo campeão 4 horas após o tratamento, a melhora observada havia desaparecido.

Ficou claro que a música modificada para se ajustar ao alcance auditivo dos roedores melhora a capacidade de aprendizado do labirinto e o desempenho da memória se eles receberem estímulos musicais antes e durante os testes.

Os resultados são promissores, pois permitem o desenvolvimento de um modelo de rato para estudar os distúrbios da memória humana.

A música pode ser um estímulo positivo

Em conclusão, esse conjunto de estudos mostra que a música pode ser uma força universal de expressão e cuidado. Assim, a música pode moldar as emoções de humanos e animais.

Resta ver o que será revelado pelas próximas pesquisas sobre a relação entre os animais e a música. Principalmente músicas adaptadas aos seus ouvidos.

  • Kogan, L. R., Schoenfeld-Tacher, R., & Simon, A. A. (2012). Behavioral effects of auditory stimulation on kenneled dogs. Journal of veterinary behavior, 7(5), 268-275.
  • Cabaral, N. C., Untalan, H., & Rieta, P. G. (2017). Type of Music on the Growth and Laying Performance, Behavior and Marketability of Quails. Open Science Journal, 2(4). https://pdfs.semanticscholar.org/f0bc/341505cfcae0f6e1ff6d32e1f4fdcc5c5923.pdf
  • Korsós, G., Horváth, K., Lukács, A., Vezér, T., Glávits, R., Fodor, K., & Fekete, S. G. (2018). Effects of accelerated human music on learning and memory performance of rats. Applied animal behaviour science, 202, 94-99.