Fatos importantes sobre a amamentação em cães

02 Julho, 2020
A amamentação em cães é uma fase em que o filhote recebe muito mais do que apenas leite. Descubra o que torna a amamentação tão importante e quais são os benefícios para os filhotes.
 

A amamentação em cães é um tópico relativamente pouco discutido. Naturalmente, a espécie canina vem se reproduzindo há muito tempo sem a ajuda humana. Entretanto, é importante ter informações precisas e adequadas ao cuidar dos nossos amigos caninos.

A seguir, vamos fornecer algumas dicas para que você possa cuidar melhor dos filhotes que estão por chegar (ou já chegaram) à sua casa. Tome nota!

1. A amamentação é a primeira vacina que um mamífero recebe

O intestino é importante não apenas por seu papel na nutrição, mas também por ser o maior órgão do sistema imunológico do corpo dos mamíferos. Cerca de 70% do sistema imunológico do corpo é encontrado no trato gastrointestinal.

Com base nisso, a interação entre o tecido linfoide intestinal e os agentes fornecidos pelo leite materno são fundamentais para a proteção contra infecções no recém-nascido.

2. No nascimento, o intestino não atingiu sua maturidade completa

Ao longo da vida, a parede intestinal fornece a todos os mamíferos uma proteção exclusiva. A parede intestinal atua como uma barreira física que impede a passagem de substâncias nocivas e agentes infecciosos.

Nos recém-nascidos, a barreira não está totalmente formada. Isso tem uma vantagem: os fatores fornecidos pelo leite materno atravessam essa barreira para o benefício do filhote.

De fato, a mãe ‘doa’ para a prole uma população de glóbulos brancos do seu próprio sangue que protege o recém-nascido durante seus primeiros dias de vida.

 

O leite materno também fornece anticorpos e outros fatores microbicidas que garantem a saúde do bebê.

No nascimento, o intestino não atingiu a maturidade completa do órgão

3. O colostro é vital para a saúde do filhote

A secreção mamária do primeiro dia após o parto é conhecida como ‘colostro’O colostro é rico em fatores de crescimento que ajudam a fortalecer o sistema imunológico imaturo do filhote.

Também ajuda a estabelecer um equilíbrio de bactérias que colonizam o intestino do animal. As bactérias benéficas atuam promovendo a absorção de nutrientes e reduzindo a infecção, a diarreia e a inflamação intestinal.

O estabelecimento de uma boa microflora intestinal também induz a maturação das células da parede intestinal e a função de barreira. Foi realizada uma pesquisa que estabelece o benefício do colostro para melhorar a imunidade e modular a microflora intestinal nos filhotes.

4. A amamentação em cães é fundamental para neutralizar micro-organismos patogênicos

Uma das funções protetoras do intestino é eliminar os micro-organismos patogênicos e neutralizar as toxinas. Essas funções geralmente estão associadas à ação de anticorpos do tipo IgA, que reconhecem os micro-organismos patogênicos e mediam sua eliminação.

 

O leite materno é a secreção mais enriquecida em IgA. A ligação da IgA aos patógenos impede sua adesão às superfícies da mucosa intestinal, impedindo a infecção de bactérias, vírus e parasitas.

5. O leite materno contém e promove a proliferação de bactérias probióticas

Um grupo diverso de bactérias que produzem ácido lático – conhecido como lactobacilos – tem um efeito benéfico na saúde dos filhotes. O benefício dos probióticos lactobacilos é estabelecido durante a lactação, mas dura após o desmame e até atingir a idade adulta.

Foi demonstrado que os probióticos diminuem a incidência, a gravidade e a duração da diarreiaO leite materno contém açúcares que o intestino não consegue digerir. Esses açúcares são utilizados pelas bactérias lactobacilos que proliferam no intestino do recém-nascido.

A amamentação em cães é fundamental para neutralizar micro-organismos patogênicos

6. A duração da amamentação em cães é variável

O segredo para não cometer erros durante o desmame é uma boa observação. Leve em consideração dois fatores: a raça e a taxa de crescimento do seu cão.

Não é preciso dizer que todas as ninhadas são diferentes. Uma ninhada de oito filhotes vai precisar da introdução de alimentação complementar antes de uma ninhada de três filhotes. Isso serve para dar um descanso à mãe.

 

Em geral, em raças de cães menores, o desmame ocorre por volta das 5 semanas de idade. Um filhote em boas condições deve ser brincalhão e enérgico, com pelo grosso e brilhante. As fezes marrom são um sinal de que o seu cachorro está digerindo bem os nutrientes.

Uma recomendação final: não apresse a separação entre a ninhada e a mãe. Mesmo após o desmame, os cães aprendem muitas lições importantes com a mãe e os companheiros de ninhada. Essas lições incluem o controle da mordida, identificação do seu lugar na matilha e como brincar.

 
  • Adkins Y, Lepine AJ, Lönnerdal B. (2001) Changes in protein and nutrient composition of milk throughout lactation in dogs. Am J Vet Res. 62(8):1266-72.
  • Satyaraj E, Reynolds A, Pelker R, et al. (2013) Supplementation of diets with bovine colostrum influences immune function in dogs. Br J Nutr. 110(12):2216-21.
  • Luick Jr, Parker Hr, Andersen Ac. (1960) Composition of beagle dog milk. Am J Physiol. 199:731-2.