Instalações especiais para elefantes em cativeiro

08 Setembro, 2020
As peculiaridades das instalações para os elefantes em cativeiro são um motivo de estudo para os gerentes de centros de criação e zoológicos. Além disso, ao lidar com animais grandes, o desafio é ainda maior.

A criação de animais selvagens em cativeiro é uma prática padrão há gerações. É o caso dos elefantes, animais especialmente admirados por sua beleza, tamanho, força e inteligência. Os centros de criação ou zoológicos que os mantêm precisam ter todos os tipos de instalações especiais para os elefantes em cativeiro.

As necessidades e capacidades de um animal dessas dimensões colocam em cheque os especialistas encarregados de projetar os edifícios onde eles são mantidos. Tudo deve ser levado em consideração: desde a altura dos tetos até a resistência dos materiais.

Instalações fixas para os elefantes em cativeiros

De que altura estamos falando?

Os elefantes-africanos adultos machos podem atingir mais de 6 metros de altura. E se o espaço permitir, às vezes eles se levantam apoiados nas patas traseiras. Portanto, uma estrutura que contenha um desses animais deve atingir alturas mínimas de 7,5 metros.

Isso também significa que qualquer luz, ventilador, cabo, câmera de vigilância ou item frágil deve ser colocado acima dessa altura. Esses itens, colocados abaixo de 7 metros, estarão em perigo e devem, pelo menos, ser protegidos com um dispositivo de metal.

Instalações fixas

E as portas das instalações dos elefantes em cativeiro?

Ao longo da história, vários tipos de portas (e sistemas para movê-las) foram projetados para manter os animais em cativeiro. Os principais pontos a serem lembrados, no caso dos elefantes, seriam:

  • a força do material;
  • a rapidez com que a porta se abre e se fecha;
  • o controle do operador sobre esse movimento de abrir/fechar.

Além disso, se a porta for feita de um material sólido/opaco, não permitirá contato visual ou tátil com outros elefantes. Permitir esse contato, tão necessário para qualquer animal gregáriocria um grande desafio estrutural.

Instalações especiais para elefantes. Tipos de portas: vantagens e desvantagens

Se nos referirmos ao design da porta como tal, temos duas opções:

Como podemos ver, qualquer opção pode ter seus riscos. E, em qualquer caso, a resistência do material é essencial.

Quanto ao mecanismo de movimentação da porta (hidráulico, pneumático, elétrico ou manual), geralmente depende dos recursos disponíveis. Portões hidráulicos, por exemplo, devem usar fluidos seguros para animais, como óleos vegetais ou produtos petrolíferos não tóxicos.

De qualquer forma, todos os sistemas de portas automáticas devem ter a opção de se mover manualmente em caso de falta de energia.

Quais problemas o projeto inadequado das portas pode causar?

Muitos elefantes tiveram suas trompas danificadas por ficarem presas durante o fechamento de uma porta, principalmente nas hidráulicas. É essencial que a porta feche completamente e que o operador tenha total visão para garantir a integridade do animal.

Também é altamente recomendável que sejam estabelecidos protocolos para treinar os elefantes a atravessá-las, a fim de evitar ferimentos. Afinal, é fácil ensinar comportamentos aos elefantes, oferecendo ainda mais segurança ao animal e ao operador.

Dispositivos de sujeição e contenção de elefantes (ERD)

A contenção de elefantes é uma parte fundamental da sua criação e alojamento em cativeiroEsses animais devem ser treinados para aceitar restrições, independentemente do método. Mais do que tudo, porque é essencial tê-los bem contidos para realizar todos os tipos de atividades de manutenção ou saúde.

Dispositivos de sujeição e contenção de elefantes (ERD)

Instalações especiais para elefantes em cativeiro: dispositivos móveis para transporte

Existem duas opções básicas de contenção durante o transporte: os contêineres e os reboques. No primeiro caso, os elefantes são carregados livres em contêineres individuais que são, então, colocados no meio de transporte. No segundo caso, o elefante deve ser preso com segurança dentro do reboque.

O segredo do sucesso, como no caso da seção anterior, é acostumar previamente o elefante a ficar dentro desses meios de transporteQuanto mais confortável o elefante estiver nesse local, menos estresse haverá durante o movimento.

  • Fowler M, Mikota S. Biology, Medicine, and Surgery of Elephants. Hoboken: John Wiley & Sons; 2008.