Leucemia em cães: causas e sintomas

03 Outubro, 2020
A leucemia em cães é uma doença rara que causa um aumento excessivo dos glóbulos brancos no sangue.

A leucemia em cães é um tipo de câncer que felizmente não é muito comum. No entanto, é importante ficar de olho na saúde geral do seu cão. Dessa forma, você poderá identificar e tratar rapidamente a doença, caso ela ocorra.

Você sabe o que é a leucemia? Você conhece as causas e os seus sintomas característicos? Aqui, fornecemos respostas a essas perguntas e muito mais.

O que é a leucemia?

A leucemia é um tipo de câncer que causa um aumento dos glóbulos brancos no sangue e na medula óssea. Existem dois tipos nos cães: leucemia linfoide e leucemia mieloide.

A leucemia linfocítica é causada por células cancerosas nos nódulos linfáticos, que danificam o tecido e aumentam o número de glóbulos brancos. Por outro lado, a leucemia mieloide é causada pelo desenvolvimento de células cancerosas na medula óssea.

Em geral, a leucemia mieloide aguda é considerada a mais perigosa das duas. No entanto, o perigo não deve ser descartado apenas porque um dos tipos acaba sendo crônico.

Você deve sempre ter em mente que os sintomas da leucemia em cães podem piorar. Sem tratamento adequado, essa doença pode ser fatal para o seu animal de estimação. Felizmente, existem sinais claros que permitirão que você aja de maneira oportuna e apropriada.

Se você identificar sintomas da leucemia, consulte seu veterinário imediatamente para estabelecer um plano de ação. A seguir, vamos explicar algumas das causas, dos sintomas e do diagnóstico dessa doença nos cães.

O que é a leucemia?

Causas da leucemia em animais

Infelizmente, as causas da leucemia em cães ainda não foram determinadas com exatidão. Na maioria dos casos, os veterinários concordam que ela se desenvolve espontaneamente. Assim, a leucemia seria uma mutação celular na medula óssea.

No entanto, apesar de não serem capazes de especificar as causas precisas, muitos veterinários concordam que existem alguns elementos que predispõem um cão a essa doença. Alguns dos fatores que podem causar leucemia são:

  • Exposição à radiação (incluindo ondas de rádio produzidas por aparelhos elétricos).
  • Algumas doenças virais.
  • Exposição a produtos químicos tóxicos (incluindo alguns produtos de limpeza).

Como as causas da leucemia em cães não foram determinadas, ela não pode ser totalmente evitada. No entanto, uma dieta balanceada e uma rotina de exercícios podem evitar em grande parte a predisposição ao seu desenvolvimento.

Sintomas da leucemia em cães

Os sintomas variam ligeiramente dependendo do tipo de leucemia que está afetando seu animal de estimação. Além disso, também dependerão de se tratar de uma leucemia crônica ou aguda. Na leucemia aguda, os sintomas pioram rapidamente e devem ser tratados imediatamente.

Por outro lado, os sintomas da leucemia crônica são um pouco mais difíceis de identificar no início. Por ser uma patologia de longa duração, esses sintomas se desenvolvem muito gradualmente.

Alguns cães com leucemia crônica não apresentam sintomas. Nesses casos, a doença só é descoberta em exames de sangue de rotina. Por isso, é muito importante que você leve seu animal para um check-up de rotina com o veterinário.

A leucemia geralmente afeta animais de estimação adultos ou idosos, geralmente após os seis anos de idade. Alguns dos sintomas mais comuns a serem observados são:

  • Gengivas pálidas.
  • Língua esbranquiçada.
  • Perda repentina de apetite ou perda de peso.
  • Fraqueza.
  • Febre.
  • Vômito.
  • Sede aumentada excessiva ou desidratação repentina.
  • Respiração ou batimento cardíaco irregular.
  • Hematomas ou sangramento intenso de pequenas feridas.
  • Infecções constantes.
  • Cicatrização lenta.
  • Mudanças de temperamento ou agressão.

Infelizmente, esses sintomas são quase iguais aos de muitos outros tipos de doençasCondições com sintomas semelhantes incluem muitos tipos de câncer e doenças autoimunes. Para um diagnóstico adequado, você deve consultar o veterinário.

Diagnóstico da leucemia em cães

Em muitos casos, a condição se desenvolve lentamente e seus sintomas externos óbvios não aparecem nos estágios iniciais. Por essa razão, na maioria dos casos, a leucemia é descoberta através de um exame de sangue de rotina.

Se o exame de sangue do seu cão mostrar glóbulos brancos elevados, o veterinário provavelmente vai solicitar mais exames. Esses testes determinarão se os glóbulos brancos indicam infecção, leucemia ou outras condições.

Caso exista algum problema, é recomendável fornecer ao veterinário os resultados dos exames de sangue anteriores do seu cão. Isso vai permitir que o profissional determine os níveis “normais” do animal antes da doença.

No caso do seu cão ser diagnosticado com leucemia, o veterinário vai determinar o melhor tratamento a seguir. Em geral, a maioria dos sintomas pode ser aliviada. Embora a leucemia nunca possa ser totalmente curada, muitos cães sobrevivem durante anos.

  • Fabián, A., Carmen, M., & Gasccón, M. (2001). Las alteraciones de la médula ósea en el perro y el gato. Clínica veterinaria de pequeños animales, 21(3), 0232-249.
  • Flores, E. (1986). Epidemiología del cáncer en perro y gato. Monografias de Medicina Veterinaria, 8(2).
  • Martínez, E. M., Fragío, C., & Díez Bru, N. (1995). Leucemia linfocítica crónica y su respuesta al tratamiento en un perro. Clínica veterinaria de pequeños animales, 15(4), 0217-220.