Quais são as mudanças na pelagem dos gatos que requerem atenção?

12 Abril, 2020
As causas dos problemas na pelagem dos gatos podem variar, por isso é importante ir ao veterinário assim que possível.

Existem felinos com pelos longos, semi-longos ou curtos, e todos trocam de pelo de forma natural. Há uma grande variedade de mudanças na pelagem dos gatos que podemos observar. Geralmente, durante o inverno, a pelagem fica mais espessa do que no verão e, para isso, é necessária uma muda na primavera e no outono.

O uso de ar condicionado e de aquecimento pode influenciar a muda de cães e gatos, já que em muitas casas é mantida uma temperatura constante ao longo do ano e, por isso, existem animais de estimação que não apresentam uma muda específica em uma determinada época.

Mudanças anormais na pelagem dos gatos

Os problemas de pele são as causas mais frequentes de visitas ao veterinário, porque eles são muito evidentes e o dono pode reconhecê-los imediatamente.

Escovar os pelos dos gatos

Alopecia

É um dos problemas que mais chamam a atenção, especialmente quando se desenvolve em pouco tempo. A calvície ou a ausência de pelos em certas áreas onde havia pelos anteriormente pode ter muitas causas diferentes. As mais típicas são:

  • Doenças endócrinas. As falhas causadas por esse tipo de doença têm um padrão específico; elas geralmente afetam apenas certas áreas do corpo ou são simétricas.
  • Alergia. A alergia ambiental ou alimentar pode causar coceira em todo o corpo do animal e o gato, para aliviar a coceira, lambe excessivamente a área afetada, arrancando os pelos e causando as falhas.
  • Dermatite miliar felina. É um quadro de hipersensibilidade a alérgenos ambientais, parasitas externos, infecções ou reações autoimunes. As lesões de pele consistem em pápulas e são distribuídas pelo pescoço, queixo e costas, e também podem causar coceira.
  • Infecções parasitárias: sarna e micoses podem causar muita coceira. A sarna é causada por ácaros e as micoses por fungos; falhas arredondadas são características das micoses.
  • Leishmaniose. A leishmaniose também é uma doença parasitária; nos gatos, ela é muito menos comum do que nos cães, mas os felinos imunodeprimidos podem desenvolvê-la se forem infectados. É característico o aparecimento de lesões na pele e de nódulos subcutâneos na cabeça e nas patas.
  • Estresse. A higiene excessiva pode ser um sinal claro de estresse no gato, que pode acabar com pequenas áreas falhadas na pelagem.
  • Dor. Gatos com dor nas articulações às vezes arrancam ou lambem os pelos das áreas afetadas com intensidade.
Gato se lambendo

Queda dos pelos

Se o problema for a queda excessiva de pelo, a presença de caspa ou de óleo, o problema pode ser hormonal ou nutricional. Se nenhum outro sintoma aparecer, e se os exames, tais como os exames de sangue, descartarem outras doenças, isso pode ser corrigido através de uma melhor nutrição e com a ingestão de ácidos graxos.

O que fazer ao detectar um problema na pelagem de um gato?

Como você pode ver, os problemas na pelagem dos gatos podem ser muitos e variados; por isso, se você detectar qualquer falha, ferida, protuberância… você deve ir ao veterinário.

Uma vez lá, através de uma série de testes, o veterinário tentará descartar as doenças mais graves. Em alguns casos, pode ser necessário um exame de sangue para verificar se todos os órgãos estão funcionando corretamente.

Se algum tipo de doença for confirmado, é melhor iniciar o tratamento o mais rápido possível: geralmente, se a doença for tratada, os sintomas na pele e nos pelos desaparecerão.

Se o problema for apenas cutâneo, causado por uma alergia ou questão nutricional, uma vez removida a causa, a pele se recuperará e o pelo voltará a crescer. Podemos favorecer a regeneração da pelagem através de algum tipo de suplemento nutricional, desde que ele não seja desaconselhado pelo veterinário.  

Com o estresse, acontece algo semelhante. É necessário saber o que mudou na vida do gato para causar essa situação ou se há falta de estímulo ou enriquecimento ambiental em casa.

  • LOWELL, A.Atlas de Dermatología en Pequeños Animales. Buenos Ai-res, Intermedica, 2008.
  • Affinity-petcare. Leishmaniasis en gatos. Síntomas, diagnóstico y tratamiento.
  • Affinity-petcare. Dermatitis en gatos: Dermatitis miliar felina, posibles causas.