Natação para cães: tudo o que você precisa saber

24 Setembro, 2020
A natação para cães é um exercício muito completo para fortalecer a musculatura sem o impacto sobre os ossos e as articulações.

A natação é um esporte muito completo para pessoas e cães: tem finalidades tanto esportivas quanto terapêuticas para os animais, é um bom exercício durante os meses mais quentes e é muito eficaz nas terapias de reabilitação.

A natação possui muitos benefícios para o seu animal de estimação, mas lembre-se de que nem todos os cães estão dispostos a entrar na água por iniciativa própria. Portanto, deve ser um processo progressivo para evitar que acabe sendo associado a uma experiência ruim para o animal. A seguir, vamos apresentar alguns dos benefícios dessa atividade.

Benefícios da natação para cães

1. Emagrecer

Assim como qualquer outra atividade física, a natação também pode ajudar o seu cachorro a emagrecer. Além disso, graças à flutuação dos seres vivos na água, não haverá impacto no sistema osteoarticular do animal.

Ou seja, os ossos e as articulações não precisarão suportar o peso do animal como ocorre durante os exercícios em terra, livrando-os, assim, de possíveis tensões ou esforços excessivos.

2. Aumentar o tônus ​​muscular

A água exerce maior resistência do que o ar, o que obriga o animal a fazer mais força com os músculos para executar o mesmo movimento. Isso, por sua vez, aumenta o tônus ​​muscular. Por este motivo, a natação intensa é um dos cinco exercícios globais que mais geram gasto energético e exigem da musculatura geral.

3. Melhorar o sistema respiratório e cardiovascular

A natação para cães praticada em intensidade baixa ou moderada é um bom exercício aeróbico para o animal que, com o tempo, vai adquirir uma melhor capacidade respiratória e cardiovascular. O esforço contínuo fortalece a capacidade pulmonar dos seres vivos e os ensina a controlar os ritmos respiratórios de forma eficaz.

4. Proporcionar efeitos terapêuticos

A natação é recomendada para aliviar os efeitos de algumas doenças musculoesqueléticas ou para a recuperação pós-cirúrgica de múltiplas patologias como:

  • Artrite
  • Paralisia
  • Degeneração muscular
  • Ruptura do ligamento cruzado
  • Displasia de quadril
Natação para cães: tudo o que você precisa saber

O que é a hidroterapia?

A hidroterapia consiste no tratamento por meio de exercícios ou movimentos passivos, assistidos ou ativos com o animal submerso na água:

  • No caso dos passivos, os movimentos são realizados pelo terapeuta, que pode auxiliar o animal em sua locomoção ou criar alguma resistência para fortalecer sua musculatura.
  • No caso dos movimentos ativos, é o próprio cachorro que vai executá-los.

Os exercícios de hidroterapia são realizados em uma banheira especial, que é preenchida com água pouco a pouco. O fluxo e a quantidade de água são regulados de acordo com as necessidades do paciente. Também pode haver uma esteira subaquática para facilitar a movimentação do animal.

Além disso, é possível regular a temperatura da água em algumas banheiras, enquanto outras liberam jatos de ar ou de água. Assim, ao exercício realizado, também poderiam ser acrescentados os benefícios da termoterapia e da hidromassagem, outras técnicas utilizadas para a reabilitação dos cães.

Acessórios de natação para cães

A natação como um esporte para cães pode ser praticada tanto em piscinas quanto em corpos de água naturais, caso exista a possibilidade de ir a um lago onde o banho seja permitido ou a uma praia próxima (sempre respeitando as leis locais). O animal deve ser vigiado o tempo todo, e você pode comprar um acessório que facilite a natação, como, por exemplo, um colete salva-vidas para cães.

Os coletes aumentam a flutuabilidade do animal e facilitam a natação. Além isso, também permitem sua rápida visualização no corpo de água.

Natação para cães: tudo o que você precisa saber

A natação para cães tem muitos benefícios e alguns animais adoram praticá-la. Além disso, também é uma boa atividade para se divertir e aumentar o vínculo com seu animal. Lembre-se de que, se ele parecer ter medo da água a princípio, é preciso acostumá-lo de forma progressiva, sempre usando o reforço positivo até que o cachorro decida entrar e permanecer na água por conta própria.

Por fim, é importante que você tenha em mente que esse tipo de atividade nem sempre é recomendável. Assim, pergunte ao veterinário se o seu animal de estimação sofre de alguma patologia para a qual seria contraindicado fazer natação ou hidroterapia.

  • Del Pueyo Montesinos, G.Fisioterapia y rehabilitación veterinarias.Zaragoza, Servet, 2011.
  • Muy interesante ¿Conoces los beneficios de la natación para los perros?, 2019.