A nutrição pode beneficiar seu animal de estimação?

09 Outubro, 2020
Uma boa nutrição é fundamental para manter a saúde do seu animal de estimação. E isso pode ser alcançado entendendo as necessidades do animal de acordo com fatores como espécie, idade, sexo e sempre levando em consideração a existência de patologias prévias.

A alimentação é um dos aspectos fundamentais na hora de ter um animal, pois se for bem feita, é um investimento em sua saúde a longo prazo. Uma ingestão adequada de calorias, vitaminas, proteínas e carboidratos fortalece o sistema imunológico do animal, entre muitos outros benefícios.

Contudo, você sabe quais são os requisitos específicos do seu animal de estimação? Você conhece as diferenças nutricionais dentro da mesma espécie dependendo da idade ou do sexo? Todas essas questões precisam ser resolvidas para fornecer a dieta perfeita para o seu animal.

É por isso que aqui vamos mostrar os diferentes benefícios de uma boa nutrição para o seu animal de estimação.

Uma boa alimentação é essencial para o bem-estar

Tal como acontece com os humanos, a comida, a água e o sono são os pilares básicos do bem-estar físico e emocional. Com os animais não é diferente. A seguir, vamos mostrar vários conceitos que devem ser levados em consideração na hora de alimentar um animal.

Cada espécie precisa de um tipo de dieta

Cada espécie animal precisa de um tipo específico de dieta e não basta saber que um animal é carnívoro, onívoro ou herbívoro. Muitas vezes, um animal de estimação, principalmente se for exótico, fica doente porque não está consumindo todos os nutrientes que necessita.

Por exemplo, os preás precisam de um suprimento de vitamina C como suplemento em sua alimentação. Muitos répteis também precisam de cálcio e vitamina D3 em forma de pó em suas presas, algo que muitos ignoram ao alimentá-los.

Uma boa alimentação é a chave para o bem-estar

A nutrição pode beneficiar seu animal de estimação doente

Existem muitas doenças que requerem gerenciamento dietético para retardar sua progressão ou tratar a doença em si. Por exemplo, para evitar ganho de peso em cães diabéticos ou rações especializadas para animais com doenças renais, alergias, intolerâncias alimentares e outros problemas digestivos.

A má nutrição ou uma alimentação desequilibrada à base de sobras, pouca variedade ou o abuso de gorduras podem levar a problemas de saúde ou agravar os já presentes no animal.

Uma boa nutrição reduz as idas ao veterinário

A comida é a base da saúde. Um animal de estimação saudável requer menos idas ao veterinário devido a problemas que precisam de atenção médica.

Alimentos de baixo custo, como os vendidos no supermercado, potencializam doenças digestivas, problemas renais e infecções orais devido ao acúmulo de tártaro por causa de sua alta concentração de minerais.

Isso não significa que com uma alimentação de qualidade e uma dieta balanceada um animal de estimação não possa desenvolver doenças, pois existem outros fatores determinantes como a genética, o ambiente ou a predisposição racial que influenciam nesse aspecto.

No entanto, a nutrição completa pode beneficiar seu animal de estimação, reduzindo a probabilidade de doenças. O primeiro passo para manter um sistema imunológico adequado é comer e se hidratar bem.

Um tipo de dieta para todas as idades e tamanhos

O mesmo animal, ao longo da sua vida, possui diferentes necessidades de energia e nutrientes. A prole precisa de uma dieta mais calórica e rica em gorduras para crescer, as fêmeas grávidas e lactantes devem receber um maior suprimento de nutrientes para o desenvolvimento adequado dos filhotes.

Os adultos, em contraste, precisam de uma dieta completa adequada ao seu tamanho, e os animais de estimação idosos requerem dietas menos energéticas e às vezes especializadas.

Além da ingestão de energia, as proporções de proteínas, gorduras, carboidratos e minerais também mudam.

Um tipo de dieta para todas as idades e tamanhos

Uma dieta balanceada fortalece o sistema imunológico

Uma boa alimentação, com ingredientes variados e uma composição adequada, ajuda a fortalecer o sistema imunológico, que é a principal defesa contra as doenças.

Muitos dos compostos que compõem os ingredientes da ração possuem propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e anticancerígenas, que ajudam a manter o bom funcionamento do organismo. O ômega 3 e o ômega 6 são uma boa representação dessas propriedades tão benéficas.

A comida é um reforço positivo

A comida pode se tornar um recurso ao educar e/ou treinar o animal. Com esta ação, também nos comunicamos com o animal e aumentamos seu vínculo com o guardião.

O reforço positivo é a melhor opção de aprendizagem, pois através de recompensas (comida, atenção, brincadeiras), reforçamos a ação que desejamos para que após um certo período de tempo o animal a execute mesmo sem recompensa.

Uma dieta saudável retarda o envelhecimento

As propriedades antioxidantes dos alimentos retardam o envelhecimento celular, o que reduz o estresse oxidativo. As vitaminas e muitos compostos vegetais são antioxidantes naturais e neutralizam o efeito dos radicais livres. Dessa forma, rações que contam com uma grande variedade de frutas e vegetais contêm uma boa proporção de antioxidantes.

Existem dietas enriquecidas com antioxidantes e suplementos nutricionais para todos os tipos de animais de estimação.

A nutrição e os benefícios para os animais: o que lembrar

Como vimos, uma alimentação adequada fortalece o sistema imunológico, ajuda a aliviar os sintomas de doenças anteriores e é até capaz de retardar o envelhecimento do animal.

Por isso, encorajamos os tutores a não ficarem em níveis superficiais de conhecimento: o melhor é sempre tentar adaptar a dieta do animal de acordo com a espécie, o sexo, a idade e outros parâmetros. Um especialista pode ajudar a projetar especificamente as necessidades nutricionais.

  • McDonald, Edwards Grennhalgh y Morgan. Nutrición animal. Zaragoza, Editorial Acribia, 1995.
  • Hand, Tharcher, Remillard y Roudebush. Nutrición clínica en pequeños animales. Buenos Aires; Panamericana, 2000.