O câncer de pele em cães

10 Maio, 2018

O câncer de pele em cães é mais comum em animais que passam muito tempo expostos ao sol e, também, naqueles que habitam em regiões altas. Outro fator importante a considerar é o das raças: há algumas mais propensas a sofrerem com esta doença.

Este tipo de câncer se deve à formação de um carcinoma na camada mais externa da pele. Ainda que existam tumores mais invasivos que outros, os carcinomas são considerados malignos e invasivos.

Em geral, os sinais do câncer de pele se apresentam como uma massa de pele branca. Também pode ser uma protuberância, cujo centro fica escuro e se abre numa ferida, com sangramentos eventuais.

O câncer de pele costuma ocorrer com mais frequência em cães pequenos e de pelos claros, enquanto nos cães grandes, de pelos pretos, os carcinomas se manifestam principalmente em suas extremidades. Estes tumores são mais comuns nos cães machos e adultos, já que as fêmeas têm mais propensão ao câncer de mama.

Causas de câncer de pele em cães

 A causa principal do câncer de pele em cães é a exposição excessiva aos raios UV. Por isso, e infelizmente, é comumver cães de rua com carcinomas em seus corpos.

Cachorro de pelo escuro

Como vimos, o tipo de raça tem muita influência. Os cães como os terriers, o pequinês, o boxer e os dálmatas parecem ser mais propensos a esta doença, e o mesmo ocorre com os sabujos, bull terriers e poodles, entre outros.

Como saber se um cão apresenta câncer de pele

Os sintomas iniciais são visíveis na própria pele: apresentam protuberâncias comuns no nariz, patas e no escroto, e algumas partes da pele ficam mais grossas. Uma maneira comum de se apresentar o câncer é em forma de feridas que não fecham, ou que parecem estranhas (incomuns).

Em geral, as protuberâncias costumam ulcerar e sangrar, e podem ser confundidas com uma ferida ou laceração. Quando o câncer está avançado, o cão pode se apresentar fraco e inapetente, com perda de peso, doenças, poderá vir a mancar e, inclusive, pode apresentar problemas para respirar e controlar o esfíncter anal.

O que fazer diante da suspeita de câncer de pele

Antes do tratamento, deve-se ter um diagnóstico. É importante que o dono sempre esteja observando o seu animal de estimação e que, diante de qualquer anomalia, vá ao especialista.

Para que o exame médico seja bem-sucedido, é necessário que o dono contribua com toda a informação necessária. Por exemplo, desde quando notou mudanças ou quais são os sintomas que o cão tem apresentado; também se o animal mudou de rotina ou comportamento e, inclusive, como é seu estado de humor atual.

Normalmente, o veterinário realiza um exame físico no cão. Ele irá examinar as lesões e anomalias em seus gânglios, pois se estiverem inchados, é sintoma de alguma infecção. Se existir alguma suspeita de câncer, é possível que o especialista submeta o cão a outros exames, como os de sangue e raios-X.

Tratamento do câncer de pele em cães

Somente um diagnóstico preciso pode determinar qual é o tratamento indicado para o câncer de pele em cães, daí a importância de ir ao veterinário a tempo.

  • O tratamento mais comum, quando se trata de um câncer que não está avançado, é a intervenção cirúrgica. Se se tratar de um tumor pequeno, a extirpação será localizada e pouco invasiva.
  • No caso de tumores grandes, a intervenção será maior, o que pode comprometer outros tecidos. É possível também que possa requerer tratamento de quimioterapia ou radioterapia, segundo considerar o especialista.
  • Outra forma de tratamento pode ser a homeopatia, que é um tipo de procedimento que também contribui para melhorar a qualidade de vida do paciente.
Pequinês

Como prevenir o câncer de pele em cães

A forma mais simples de evitar os tumores de pele é limitando a exposição ao sol, pois os passeios devem ser realizados antes das 10h horas e após as 16h.

Em situações onde o animal estará muito tempo exposto ao sol, deve ser aplicado nele o protetor solar, sobretudo no nariz, orelhas e extremidades, já que estas regiões são propensas a carcinomas.

Por último, na hora do banho e dos carinhos, apalpe o animal para identificar qualquer possível anomalia, caso encontre alguma, o recomendável é ir ao veterinário.