Osteoartrite canina: como detectar e dicas para atenuar seus efeitos

26 Julho, 2020
Além da idade, excesso de peso ou genética, também há outras causas para a osteoartrite canina... Aprenda a detectar e tratar essa doença!
 

A idade avançada, a predisposição genética ou o excesso de peso podem levar à osteoartrite canina, um problema articular mais comum do que imaginamos. Neste artigo, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre essa condição.

O que é a osteoartrite canina?

A osteoartrite canina é uma doença que afeta as articulações gradualmenteOu seja, ela piora com o tempo. Geralmente, é congênita (herdada) e causa uma diminuição da cartilagem, o que provoca dor ou desconforto quando os ossos fazem certos movimentos.

As articulações de um cachorro com osteoartrite são menos flexíveis e mais finas do que as de um cachorro saudável. Se a estrutura da cartilagem é perdida ou desgastada, toda vez que o animal se move, ele sente dor ou incômodo.   

Existem diferentes razões pelas quais a osteoartrite canina se desenvolve, e as mais frequentes são as seguintes: 

1. Problemas hereditários

Existem algumas raças que são mais propensas a problemas articulares, tais como rottweiler, pastor alemão, boxer e buldogue.

2. Obesidade

Se o cachorro pesa mais do que o normal, esse é um grande fator de risco. Os quilos a mais sobrecarregam as articulações e aceleram o processo de deterioração ou desgaste. Por esse motivo, pode surgir a osteoartrite precoce.

3. Crescimento acelerado

Nas raças grandes, os filhotes que crescem mais rapidamente do que o normal por causa da alimentação ou por predisposição genética, têm maior probabilidade de desenvolver essa doença. Isso ocorre porque seus ossos crescem mais rapidamente do que as articulações podem suportar.

 

No caso dos animais nascidos em canis, a osteoartrite é comum por causa do uso de certos suplementos vitamínicos ou do excesso de calorias e proteínas em sua dieta.

4. Idade

Sem dúvida, não podemos ignorar a passagem do tempo como fator determinante para esse problema. A idade faz com que articulações e cartilagens se desgastem, causando, assim, dores ou deformações.

osteoartrite canina

Quais são os sintomas da osteoartrite canina?

Assim como acontece com as pessoas, em cães, os sintomas também pioram quando faz frio ou calor ou quando há muita umidade. O estado geral do animal nesses momentos nos permitirá detectar o problema. Alguns dos sinais que alertam os tutores sobre a osteoartrite canina são:

  • Recusa para subir ou descer escadas.
  • Falta de mobilidade.
  • Rigidez nas extremidades, principalmente pela manhã.
  • Dificuldade para se levantar da cama ou do colchão.
  • Redução das atividades diárias (brincadeiras, saltos, exercícios).
  • Mancar de forma intermitente de um ou dos dois lados.
  • Demonstração de dor ao fazer certos movimentos.
  • Menos vontade de comer e mais de dormir.

Como a osteoartrite canina é tratada?

Uma vez que o veterinário tiver diagnosticado a osteoartrite canina, é muito importante seguir o tratamento indicado, pois isso vai evitar o agravamento da condição. Assim, podemos proporcionar uma melhor qualidade de vida ao nosso animal de estimação.

 

osteoartrite canina

Na maioria dos casos, há a prescrição de uma dose de medicamentos anti-inflamatórios que, por sua vez, contêm minerais, vitaminas e colágeno, que permitem nutrir a cartilagem e impedir sua deterioração futura.

É aconselhável controlar o peso do animal e fornecer uma boa alimentação, de acordo com suas necessidades.

O exercício sempre deve ser controlado, sem exigir um esforço maior do que o animal consegue suportar. Alguns donos fazem massagens nas articulações do cachorro ou aplicam bolsas de água quente. Outra opção é levar o animal para sessões de acupuntura ou fisioterapia veterinária.

E, sem dúvida, devemos proteger nosso animal de estimação das temperaturas extremas, já que tanto o frio quanto o calor pioram o quadro. Assim, no inverno, cubra o cão com um cobertor e leve-o para passear ao meio-dia. No verão, deixe-o dormir perto do ventilador e evite levá-lo para passear nas horas mais quentes.

É importante notar que a osteoartrite canina é uma doença crônica e degenerativa, portanto, não há cura. No entanto, através de diferentes tratamentos, podemos evitar que ela piore.

 

Velasco, A., Sellés, ; M, Chico, ; A, & Bonet, ; S. (2009). Evaluación de la eficacia postquirúrgica del Condroitín Sulfato (CONDROVET) en perros con artrosis de rodilla secundaria a rotura del ligamento cruzado anterior. Clin. Vet. Peq. Anim.