Paca, um roedor que também tem o nome de 'cachorro das montanhas'

23 Outubro, 2020
A paca é um grande roedor que habita as matas ciliares das Américas Central e do Sul.

Você certamente já ouviu falar da capivara, o maior roedor do mundo. Agora, vamos te apresentar um parente ligeiramente menor, a paca.

Nos países de língua espanhola, ela também recebe outros nomes familiares, tais como agoutí ou lapa. No entanto, também tem o antigo nome de tepezcuintle, que significa ‘cachorro da montanha’, apesar de estar muito longe de ser um cachorro…

Essa espécie é comum nas Américas Central e do Sul. Pode ser encontrada no México, no Paraguai, no noroeste do Uruguai, no norte da Argentina, na Colômbia, no Brasil, no Peru, no Panamá… Habita matas de galeria, próximas a cursos de água, como, por exemplo, as margens de um rio.

Cuniculus é o gênero desse animal, pertencente à família Cuniculidae, que inclui os roedores histricomorfos. Chinchilas, porquinhos-da-índia, capivaras e cutias fazem parte dessa família.

Como é a paca?

Esse gigantesco roedor tem mais de 60 centímetros de comprimento e pode pesar até 10 quilos. Seu corpo lembra um porco pequeno e é recoberto por pelos castanho-avermelhados com faixas de pequenas manchas brancas, como as de um cervo.

Suas patas são curtas e terminam em dedos: quatro nas patas dianteiras e cinco nas traseiras. Sua cauda também é muito curta, seus olhos são grandes, suas orelhas são pequenas e seu focinho é longo. Suas bochechas e a área abaixo do nariz são cheias de bigodes ou vibrissas.

Assim como todos os outros roedores, também possui incisivos sem raízes, que crescem durante toda a vida.

Do que se alimenta?

A paca é uma espécie oportunista e seus hábitos alimentares variam de acordo com a sazonalidade, sua área de distribuição e a produção de frutos.

É um animal principalmente frugívoro: manga, abacate ou milho são os alimentos mais típicos que compõem a sua dieta. Sementes, plantas e tubérculos também costumam servir de alimento na natureza. Além disso, as pacas são consideradas excelentes dispersoras de sementes dentro do seu ecossistema.

Comportamento da paca

Assim como os outros roedores, tem hábitos crepusculares ou noturnosOutra característica dos roedores é o seu instinto de fuga ou a sua reação diante do medo.

Quando ameaçadas, ficam totalmente paralisadas ​​até o perigo passar, da mesma forma que um rato agiria. Também costumam emitir sons bastante desagradáveis, semelhantes aos dos porcos.

Geralmente, são animais solitários, mas podem viver em casais monogâmicos. Passam o dia em suas tocas, que costumam estar localizadas entre pequenas cavidades de árvores e raízes, sempre próximas a corpos d’água.

Paca, um roedor que também tem o nome de 'cachorro das montanhas'

As tocas geralmente têm um orifício de entrada e outro de saída, e as pacas também podem construir túneis para conectá-las com a área de forrageio.

As pacas são ótimas nadadoras. De fato, se tiverem que fugir de um inimigo, podem tirar vantagem disso pulando na água. Inclusive, parte de suas vidas se passa na água, já que houve ocasiões em que foram observados padrões de cortejo e cópula dentro da água.

As fêmeas se reproduzem ao atingir 6,5 quilos, um fato muito importante para os programas de criação e conservação. Elas ficam no cio durante o ano todo. Sua gestação dura 116 dias e os partos geralmente são semestrais, com maior incidência entre abril e maio. Costumam ter apenas um filhote por parto.

O macho borrifa a fêmea com sua urina. Dessa forma, eles se reconhecem quando se separam. O casal só tolera os filhotes até que eles comecem a atingir a maturidade sexual ou até que a fêmea tenha outro filhote.

Seus principais predadores são os grandes felinos, tais como pumas, onças, jaguatiricas… e também os seres humanos.

A criação da paca

Existem criações de pacas onde elas são criadas de forma parcialmente domesticada. O interesse principal é a sua carne, uma fonte de proteína muito importante para as populações indígenas da Costa Rica e do Panamá.

Paca, um roedor que também tem o nome de 'cachorro das montanhas'

Por ser um prato exótico, torna-se atraente para os turistas, e é justamente esse o motivo de sua caça e comercialização.

Atualmente, as populações de paca estão estáveis, mas o seu habitat tem sido ameaçado pelo desmatamento e pela caça furtiva. Não é considerada uma espécie vulnerável pela União Internacional para Conservação da Natureza (UICN), mas localmente está ameaçada.

Existem programas de reintrodução que têm como objetivo aumentar o número de espécimes na natureza, além de programas de educação ambiental e conservação do meio ambiente.

  • Martínez-Ceceñas, Yuriana, Naranjo, Eduardo J., Hénaut, Yann, & Carrillo-Reyes, Arturo. (2018). Ecología alimentaria del tepezcuintle (Cuniculus paca) en áreas conservadas y transformadas de la Selva Lacandona, Chiapas, México. Revista mexicana de biodiversidad89(2), 507-515.
  • Smythe, Nicholas y O. Brown de Guanti (1995) La domesticación y cría de la paca (Agouti paca). Roma: FAO. Instituto Nacional de Ecología (1989).
  • Plan Manejo Tepezcuintle. Academia.edu.