Pele irritada em cães: como tratar em casa?

27 Outubro, 2020
A dermatose em cães é uma das doenças de pele mais comuns. Se você perceber que o seu cachorro está se coçando continuamente, talvez seja a hora de uma consulta com o veterinário.

Um dos desafios mais comuns que os tutores de animais de estimação enfrentam é a pele irritada em cães. Esse problema geralmente está relacionado a picadas de insetos ou alergias alimentares.

Apesar de ser uma condição muito comum, podem surgir dúvidas sobre como tratá-la em casa. A seguir, vamos tirar as dúvidas mais comuns sobre o assunto e dar opções para o tratamento em casa.

Pele irritada em cães?

Uma vez que a pele é o sistema tegumentar mais extenso do corpo, a dermatose canina pode ser encontrada em muitos lugares diferentes. Por isso, a pele do cachorro deve ser cuidadosamente examinada se forem observadas áreas com a pele irritada.

Quanto às causas da irritação da pele, existem diversos agentes causadores. Alguns desses agentes podem variar desde picadas de insetos até alergias (alimentares ou de outros tipos).

Quais são as doenças que causam irritação na pele?

Os problemas de pele mais comuns são causados ​​por picadas de insetos, alergias ou irritações. Por isso, as doenças relacionadas com a pele que são mais frequentes são as seguintes:

  • Dermatites. Podem ser classificadas de diferentes maneiras, desde parasitárias até bacterianas ou fúngicas.
  • Dermatite alérgica. As alergias alimentares são as principais culpadas, juntamente com a dermatite atópica. A segunda é a doença de pele mais comum em cães, ocorrendo em cerca de 10-15% dos animais.
Pele irritada em cães

A quais comportamentos devemos estar atentos?

Quando se sentem desconfortáveis, os cães expressam sua irritação por meio de diferentes comportamentos. Por isso, é necessário atenção se forem observados comportamentos tais como:

  • Coçar-se com frequência.
  • Morder a pele.
  • Esfregar-se contra objetos.

Como tratar a pele irritada em cães em casa

As dicas citadas a seguir buscam aliviar a coceira dos animais. No entanto, nunca devemos administrar medicamentos ao animal sem a supervisão de um especialista.

Banhos de água fria

Um dos remédios caseiros por excelência para o alívio da coceira é o banho de água fria. O banho não é uma das atividades preferidas dos canídeos, mas é algo necessário para mantê-los saudáveis.

Geralmente, é recomendado dar banho nos cães com água morna, reservando a água fria para o verão. Isso ocorre porque a temperatura corporal dos cães é muito elevada, em torno de 38-39 °C em média.

Por isso, os cães são mais sensíveis que os humanos à água fria, pois o contraste para eles é maior. No entanto, para aliviar a coceira ou o calor do verão, é possível utilizar a água com uma temperatura inferior a 39 °C.

Xampus dermatológicos

Atualmente, é possível encontrar todos os tipos de xampus: aromáticos, com ingredientes naturais, orgânicos, etc. Porém, nem todos podem ser usados ​​nos casos de dermatite.

Quando for necessário lavar o pelo de animais que estejam com a pele irritada ou com dermatite, recomenda-se o uso de xampus dermatológicos. Mais especificamente, xampus que têm um efeito calmante e hidratante.

Exemplos desses tipos específicos de xampus são aqueles fabricados à base de extratos coloidais de aveia e glicerina. Também é aconselhável ter cuidado ao aplicá-los na pele do animal.

Durante o banho, o xampu deve ser aplicado com uma massagem leve, enérgica mas sem agredir a pele. O produto deve ficar em contato com a pele do cachorro durante cerca de dez minutos para fazer efeito.

Por fim, o animal deve ser enxaguado e seco. Para isso, é preciso evitar o uso de secadores e usar toalhas ou deixar o animal se secar ao ar livre.

Loções hidratantes e calmantes

Outro dos remédios mais comuns e recomendados para a pele irritada em cães são as loções. Há inúmeras variedades delas no mercado, mas nem todas são úteis nesses casos.

Para a aplicação na pele irritada, os especialistas recomendam que a loção seja hidratante. Por exemplo, são benéficos todos os cremes à base de ureia e glicerina ou ácidos graxos essenciais.

Dessa forma, a pele irritada é mantida hidratada e evita-se a exposição do cachorro a outras loções que aumentem a coceira. No entanto, é necessário levar em consideração possíveis alergias prévias do animal antes de escolher uma das loções.

Evitar o contato com materiais específicos

Diante da pele irritada em cães, o veterinário pode recomendar que seja evitado o uso de certos materiais têxteis. Entre eles estão a lã ou as fibras presentes em diferentes elementos, tais como tapetes, toalhas ou cobertores.

Embora possa não parecer, esses materiais podem contribuir para o desenvolvimento da pele irritada. Portanto, diante desses surtos, é melhor evitar que os cães fiquem próximos dessas fibras (seja na cama ou no local de descanso).

Pele irritada em cães

Ao perceber que o cachorro está inquieto ou se comportando de maneira estranha, é preciso fazer uma consulta com o veterinário. Somente o especialista poderá diagnosticar a causa da coceira e aconselhar sobre o tratamento correto.

Embora a intenção de aliviar o sofrimento do animal seja boa, não sabemos como os remédios podem afetá-lo. Por isso, é necessário sempre ter extremo cuidado e buscar aconselhamento profissional antes de aplicar remédios caseiros.

  • LAS ENFERMEDADES DE LA PIEL EN PERROS [Internet]. Purina® PRO PLAN®. [citado 9 de julio de 2020]. Disponible en: https://www.purina.es/proplan/consejos/enfermedades-de-la-piel-en-perros
  • Rodríguez PS. Enfoque diagnóstico y control del prurito en el perro. :8. Disponible en: http://axonveterinaria.net/web_axoncomunicacion/centroveterinario/54/cv_54_Enfoque_diagnostico_prurito_perro.pdf