O perigo de alimentar um cachorro com frango cru

11 Fevereiro, 2020
Pode haver uma relação entre o consumo regular de frango cru e a predisposição para desenvolver um tipo de paralisia grave.
 

Atualmente, cada vez mais pessoas optam por oferecer uma alimentação cru e natural aos seus animais de estimação. Na ampla variedade de receitas BARF para cães, o frango aparece como um dos ingredientes mais usados. No entanto, os cientistas apontam para os possíveis riscos de alimentar um cachorro com frango cru.

Neste artigo, explicaremos se o frango cru é um alimento apropriado para os cães ou não. Logicamente, também esclareceremos as precauções que devemos tomar ao oferecer carne crua para os nossos melhores amigos.

O frango é um bom alimento para os cães?

Embora não sejam carnívoros rígidos como os gatos, os cães precisam de um bom suprimento diário de proteínas para garantir uma nutrição completa e equilibrada. Por esse motivo, a alimentação de linha premium geralmente incorpora pelo menos 25% de proteína em sua composição.

O frango, principalmente o peito, é uma excelente fonte de proteínas de alta qualidade e baixo teor de gordura. Sua carne é fácil de digerir para os cães e seus nutrientes podem ser absorvidos e assimilados de maneira ideal pelo seu corpo.

Considerando as suas propriedades nutricionais, podemos afirmar que o frango é um bom alimento para cãesdesde que a carne seja de boa qualidade e não esteja em más condições. Além disso, é essencial descartar a possibilidade do cão ser alérgico ao frango.

Também é importante notar que a dieta deve incorporar outros alimentos que fornecem nutrientes essenciais para o seu corpo, como fibras, vitaminas, minerais e gorduras boas.

 
O frango é um bom alimento para os cães?

Os cães podem comer frango cru?

Carnes, subprodutos e farinhas de frango são amplamente utilizados na fabricação de alimentos para animais. Além disso, existem várias receitas caseiras que podemos preparar usando frango, como tortas, bolos, patês, etc.

Biologicamente, o organismo dos cães está perfeitamente preparado para digerir carne crua e sintetizar seus nutrientes. Portanto, não podemos dizer que o frango cru seja um alimento ruim ou inadequado para cães.

Na verdade, durante o processo de cozimento, a carne do frango sofre algumas transformações e perde certos nutrientes essenciais. O frango cru mantém todas as enzimas, vitaminas e minerais, por isso é altamente nutritivo para os nossos cães.

Uma dieta BARF –  crua e natural – oferece inúmeras vantagens e benefícios para nossos melhores amigos. Além de não conter ingredientes sintéticos ou industrializados, também é uma ótima aliada da saúde bucal e ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

Qual é o perigo de alimentar um cachorro com frango cru?

De acordo com uma pesquisa recente do Hospital Veterinário U-Vet Werribee da Universidade de Melbourne, pode haver uma relação entre o consumo regular de frango cru e a predisposição para desenvolver um tipo de paralisia grave, chamada de polirradiculoneurite aguda.

 

A polirradiculoneurite aguda consiste em um distúrbio que afeta o sistema nervoso dos cães. Seu ponto de partida seria um desequilíbrio do sistema imunológico que levaria a uma deterioração progressiva das estruturas nervosas.

Cachorro com coxa de frango crua na boca

Os primeiros sintomas geralmente se revelam nas patas traseiras, que enfraquecem e acabam levando à paralisia local. Rapidamente, o distúrbio atinge as patas da frente e também se estende à cabeça e ao pescoço. Nos casos mais avançados, afeta os órgãos vitais, o que pode causar falhas cardíacas e respiratórias.

Como os cientistas apontam, o perigo não é encontrado no frango cru em si, mas em uma bactéria chamada Campylobacter, que geralmente é encontrada na carne e nos ossos do frango. Ela também pode estar presente em laticínios não pasteurizados e em águas não saudáveis.

Estima-se que o consumo prolongado de frango contaminado com o referido patógeno deixaria o corpo do cão mais vulnerável ao desenvolvimento da polirradiculoneurite aguda, principalmente se considerarmos cães pequenos, que geralmente são os mais afetados por essa sintomatologia.

Cuidado com as alergias alimentares!

 

Outro cuidado essencial antes de oferecer frango cru ou cozido aos seus cães é garantir que eles não sejam alérgicos a esse alimento. Para fazer isso, basta ir ao seu veterinário e perguntar sobre os testes de alergia para cães.

Quando você perceber que seu animal de estimação está com problemas digestivos (diarreia, gases ou vômitos) ou outros sintomas de alergia alimentar, suspenda imediatamente a administração do frango e leve-o ao centro veterinário.

Por último, mas não menos importante, nunca devemos alimentar um cachorro com frango cru se não soubermos a origem da carne. Se não tivermos certeza da origem do frango adquirido, é melhor cozinhá-lo bem antes de oferecê-lo aos nossos melhores amigos.