A personalidade dos cães muda com o passar dos anos?

06 Agosto, 2020
O envelhecimento é um processo natural que faz parte do ciclo de vida de todos os animais. Com o passar dos anos, seu cachorro começa a passar por algumas alterações morfológicas, fisiológicas e cognitivas que, após certa idade, revelam os sintomas da velhice.

Assim como os seres humanos, os cachorros também passam por um processo de envelhecimento, durante o qual seu organismo enfrenta inúmeras mudanças físicas e cognitivo. Como consequência, é natural que a personalidade dos cães mude ligeiramente com o passar dos anos.

Nos cães, a velhice geralmente evolui progressivamente e afeta as habilidades motoras e sensoriais, o que tem um impacto sobre o comportamento do animal. No entanto, como veremos a seguir, o envelhecimento não é a única causa para as mudanças ou os problemas comportamentais dos cães.

Por que a personalidade dos cães pode mudar com o passar dos anos?

De um modo geral, um cachorro pode ser considerado idoso após completar 8 ou 10 anos de vida, dependendo da sua raça e tamanho. No entanto, vale a pena ressaltar que cada indivíduo também pode ter um metabolismo próprio, o que influencia durante a velhice. Por esse motivo, existem alguns cães que podem viver até o dobro do estimado para sua raça.

a personalidade do seu cachorro muda com o passar dos anos

Conforme um cachorro vai envelhecendo, seu sistema imunológico se torna mais frágil, o que deixa sua saúde mais vulnerável. Como resultado, cães idosos podem adoecer mais facilmente. Algumas dessas patologias podem afetar os sentidos e causar dor, afetando negativamente seu comportamento.

Além disso, é normal que, com o passar dos anos, o cachorro pareça ter menos energia e prefira atividades mais leves ou moderadas. Em parte, isso ocorre por causa da perda de massa muscular e óssea, que reduz a mobilidade, e também por causa da desaceleração do metabolismo durante o processo de envelhecimento.

Síndrome da disfunção cognitiva e alterações comportamentais em cães

O processo de envelhecimento em cães também implica em um declínio progressivo das funções cerebrais e da acuidade dos sentidos. Como consequência, ocorrem os primeiros sintomas da síndrome da disfunção cognitiva em cães, que se assemelha ao Alzheimer em humanos.

Quando as habilidades sensoriais começam a ‘falhar’, o cachorro não é mais capaz de perceber claramente o que está acontecendo ao seu redor. Alguns estímulos do dia a dia, como, por exemplo, o barulho de uma porta se abrindo, podem gerar tanto uma reação hipersensível, tais como latidos excessivos, como a falta de uma reação habitual, e assim por diante.

a personalidade do seu cachorro muda com o passar dos anos

Além disso, lembre-se de que um cachorro idoso tem sua mobilidade e flexibilidade afetadas pela perda progressiva de massa muscular e óssea. Assim, ao perceber um estímulo estranho e não ser capaz de se defender ou de escapar, o animal se sente mais vulnerável e pode apresentar um comportamento agressivo-defensivo.

Em casos mais extremos, o cachorro idoso também costuma desenvolver medos excessivos e até mesmo fobias derivadas da hipersensibilidade. Por isso, é essencial estar atento aos problemas comportamentais em cães idosos para evitar, entre outras coisas, o aparecimento de estereotipias que possam levar à automutilação.

Outros fatores que podem causar alterações comportamentais no seu cachorro

O envelhecimento é uma das razões pelas quais a personalidade do cão pode mudar com o passar dos anos. No entanto, também existem outros fatores internos e externos ao seu organismo que podem levar a mudanças no comportamento, tais como:

  • Problemas de saúde. Todos os cães, independentemente da idade, sexo ou raça, podem ter alguns problemas de saúde. E não são poucas as patologias e distúrbios hormonais que podem levar a mudanças no seu comportamento. Por isso, se a personalidade do seu cachorro mudar, é aconselhável consultar um veterinário rapidamente.
  • Estresse ou tédio. Cães que experimentam uma rotina sedentária são mais vulneráveis ​​ao estresse e ao tédio. Sem a estimulação física e mental adequada, seu cachorro pode desenvolver problemas comportamentais, como ser destrutivo, por exemplo.
  • Problemas de socialização. Se o seu cachorro não tiver sido socializado adequadamente, ele poderá apresentar alterações comportamentais na presença de outros animais e pessoas desconhecidas.
  • Mudanças repentinas na rotina. Os cães se apegam à rotina para se sentirem seguros e precisam se adaptar gradualmente a qualquer tipo de mudança. Assim, qualquer mudança repentina no ambiente pode levar a alterações de comportamento no seu melhor amigo.
  • Castração. Muitos cães apresentam mudanças no comportamento habitual após a cirurgia de castração. Além do desaparecimento dos comportamentos associados ao desejo sexual, os machos geralmente ficam mais calmos.

Com o passar dos anos, conforme vão envelhecendo, a personalidade dos nossos cães em casa muda. É a partir de então que se torna necessário oferecer o cuidado e o carinho que eles merecem.

  • Utahhumane.org. El cuidado del perro adulto. Extraído de: https://www.utahhumane.org/sites/utahhumane.org/files/sp_old_dog_care.pdf
  • Veterinaria.org/. 2007. El síndrome de disfunción cognitiva en el perro. Extraído de: http://www.veterinaria.org/revistas/recvet/n01a0407/01a040701.pdf
  • Fundacion-affinity. Alimentación del  perro adulto. Extraído de: https://www.fundacion-affinity.org/sites/default/files/perros-adulto-2.pdf