Por que algumas pessoas não gostam de animais?

11 Abril, 2018
O que as pessoas que amam os animais e as pessoas que não gostam de animais devem evitar é tentar impor seus critérios; claro, em nenhum caso a violência e o abuso contra seres vivos é justificado.

A relação com os animais é um assunto que gera opiniões e sentimentos diferentes. Há muitas pessoas que os amam e os tratam quase que como humanos, mas por que outras não gostam de animais?

Frequentemente, nas redes sociais, observamos algumas polêmicas entre os usuários causadas por seus sentimentos em relação aos animais. Há proprietários que sentem um imenso amor por cães, gatos, cavalos e outros tipos de animais de estimação, e outras consideram exagerado o tratamento que esses seres recebem.

Por exemplo, a consideração e o respeito pelos animais é o que move os veganos a não consumirem nenhum produto de origem animal. Exagerado ou correto? Todas as opiniões são úteis. Mas o que todos têm de concordar é que é uma posição respeitável.

Reações a pessoas que não gostam de animais

Nem admirada nem condenada, a sociedade deve ser uma integradora da diversidade e a relação com os animais faz parte dela. É possível fazer uma bandeira com uma causa, mas você não deve desprezar os outros por não concordarem com ela.

Outros aspectos que também devem ser levados em conta são:

  • Se há certas pessoas que não gostam de animais, isso não significa que elas sejam frias ou egoístas. Pelo contrário, elas podem ser extremamente amorosas no relacionamento com outras pessoas.
  • Da mesma forma, há pessoas isoladas ou que são retraídas, que não têm vínculos com outros seres humanos. Essas pessoas muitas vezes se refugiam nos animais e direcionam para eles todos os seus afetos.
Homem que fez amizade com um crocodilo
Fonte: masviral.net

O mundo é amplo e há espaço para todas as opiniões. Só é preciso respeito, aceitação e tolerância com as opiniões dos outros: esse deve ser o caminho a percorrer.

Por que ainda há algumas pessoas que não gostam de animais?

Há algumas considerações interessantes a serem levadas em conta. Em primeiro lugar, é necessário entender que o conceito de ‘animais’ abrange uma grande variedade deles, e que geram diversas reações humanas.

  • Há pessoas apaixonadas por cães, mas que odeiam gatos, por exemplo, e vice-versa. Os diferentes comportamentos de algumas espécies animais é a causa dos sentimentos que eles provocam nas pessoas. O cão é protetor e afetuoso, enquanto o gato é geralmente mais independente e individualista.
  • Há pessoas que vivem com répteis, mas que não gostam de outros animais de estimação tradicionais, como cães, gatos ou pássaros. É também uma atitude que deve ser respeitada.
  • Algumas pessoas adoram ter peixes em um aquário, mas detestam outros animais. Os peixes são silenciosos, não incomodam, não circulam pela casa, não precisam sair, não quebram nada, não fazem muita sujeira e também não fazem barulho; o oposto dos animais tradicionais.
  • Algumas pessoas dizem que amam os animais, mas os transformam quase que em brinquedos: investem em coques, penteados, vestidos, cortes de pelos, gastando muito dinheiro com o seu visual. A questão que pode surgir é se essa atitude é realmente amorosa para com o animal.
  • Para algumas pessoas, cuidar de um animal é um compromisso. Não rejeitam os animais, mas não têm tempo ou inclinação para cuidar deles. Geralmente são pessoas que viajam ou trabalham continuamente e, portanto, torna-se um problema a atenção para com o animal de estimação quando estão ausentes.
  • Surgiram teorias psicológicas que tentam justificar na história familiar o porquê de certas pessoas não gostarem de animais. Essas explicações falam de traumas da infância ou episódios do passado que não foram superados, quando se trata de ter animais de estimação em casa.
Cachorro usando casaco

Domesticação e amor aos animais

Há muitas pessoas que não aceitam animais que vivem em sua própria casa, mas que os admiram em seus habitats naturais. Este tipo de opinião é justificado com o argumento de que os animais sofrem se são domesticados.

No que diz respeito às roupas para pets, há nisso um tipo de solidariedade para com os cães. Por exemplo, muitas pessoas que amam os animais não suportam vê-los vestidos e transformados quase que em animais empalhados.

Essa atitude de rejeição para com os animais que usam roupas é, às vezes, interpretada como um tipo de rejeição, mas é o oposto. É amor deixar  o ser vivo como ele é, como a natureza o criou.

Nem tudo o que parece rejeição aos animais realmente o é, mas existem muitas variáveis ​​que podem influenciar. Às vezes, essa aparente rejeição esconde o respeito por uma condição natural.