Quanto tempo um filhote deve ficar com a sua mãe?

30 Março, 2018
Caso você não saiba, os cães têm ficar mais tempo do que todos pensam com suas mães para adquirir habilidades sociais, muitas das quais eles aprendem por

Às vezes, a avareza do homem prejudica a natureza e também os animais. Por exemplo, no caso dos filhotes, não é incomum separá-los da mãe antes do tempo recomendado. Além de causar grandes danos emocionais, isso pode gerar comportamentos desagradáveis ​​no animal, tanto como quando bebê, quanto quando já crescido.

Existe uma técnica conhecida como imprinting, que se baseia na socialização do animal desde o nascimento, especialmente com sua família. Cães, como seres humanos, absorvem comportamentos que usarão para formar sua personalidade ainda quando são filhotes.

A parte mais importante deste processo abrange desde as duas a sete semanas de vida, momento em que começará a descobrir o mundo, saber de onde ele vem e quem é sua família. Este processo é extremamente importante, uma vez que a personalidade e o comportamento do cão dependem dele. Vamos ver, portanto, quanto tempo um cachorro deve estar com sua mãe.

Quanto tempo um filhote deve estar com sua mãe

Os filhotes devem completar o período de imprinting e de lactação para serem equilibrados. Embora o processo de imprinting possa ser completado após sete semanas, o processo de amamentação não termina até pelo menos nove semanas. Que um processo tenha concluído não significa que o próximo deva ser acelerado, uma vez que ambos são diferentes.

No entanto, embora nove semanas seja o tempo marcado para o desmame, isso não significa que não possa acontecer mais tarde. O que nunca pode ser feito é finalizá-lo antes, e muitos recomendam que em vez de nove semanas, seja feito às doze. Por quê?

Aparentemente, após as primeiras nove semanas, as mães dos filhotes começam a tratá-los de maneira mais severa. Elas os levam pelo pescoço e até mesmo lhes dão pequenas mordidas para ensinar-lhes uma série de regras e “maneiras” que lhes servirão muito na vida.

Filhotes de cachorro

Portanto, quanto mais tempo um cachorrinho estiver com sua mãe, melhor será seu comportamento e estado emocional ao longo da vida. Entendemos que, se você estiver esperando por um filhote de cachorro, está ansioso por tê-lo, mas seja paciente, não importa se você esperar mais um mês para ter um animal saudável e feliz no futuro.

Quais são os danos para o filhote?

Se um cachorrinho for separado de sua mãe prematuramente, isso pode lhe causar vários danos. Estes são alguns deles:

  • Personalidade assustadiça e insegura. Que um cachorro se veja fora de seu ambiente antes do tempo pode lhe criar insegurança e, por isso, não saber muito bem aonde ir ou o que fazer. Isso o tornará um animal infeliz e, possivelmente, não lhe dará a felicidade que você está procurando quando procura um animal de estimação.
  • Não saberá se relacionar. Já vimos que a socialização é muito importante. Se isso não durar o tempo estabelecido, é provável que o animal tenha problemas relacionados a outras pessoas e outros animais de estimação.
  • Será desconfiado e agressivo. Estas serão as consequências de sentir-se inseguro. Digamos que ele sempre estará com a “espingarda carregada” no caso de algo que ele não gosta surgir , outro sinal de infelicidade.

No entanto, se os tempos forem respeitados, os cachorros irão sentir esses benefícios:

  • Eles aprenderão a ter disciplina. As mães caninas ensinam seu filhote a morder o que é certo ou errado. Um passo que você não terá que lhe ensinar.
  • Eles saberão onde estão os limites. Se eles ficam ​​querendo brincar ou brigar entre eles, a mãe age e ensina que há um tempo para tudo.
  • Eles aprendem a não morder quando brincam. Brincar com seus irmãos vai ensinar como não machucar ninguém. Se eles mordem um dos seus irmãos com força, eles reagirão com um grito (um som desconfortável – lembre-se que a audição dos cães é muito aguçada), e o ‘agressor’ vai aprender que fez algo errado e deverá suavizar o jogo.
  • Conhecer a força do carinho. Durante esse tempo, a mãe cuida deles, lambe-os, brinca com eles e os faz sentir amados e importantes. Isso fará com que o amor e a sua capacidade de amar também cresçam neles.

Em suma, seja paciente e não adote nenhum animal que não tenha tido suficiente tempo com sua mãe.