Resgate marítimo salva um cachorro no mar

19 Novembro, 2020
Ir à praia é sinônimo de diversão, principalmente se estivermos na companhia dos nossos cães. Ainda assim, existem certos riscos a serem considerados.

Algumas manchetes são tão surpreendentes quanto esta: “Resgate marítimo salva um cachorro no mar.” Ao ler, várias dúvidas podem surgir na população em geral, pois não encontramos notícias como essa todos os dias.

A seguir, investigaremos um pouco mais sobre esse evento com um título tão curioso. Citaremos também algumas dicas essenciais na hora de levar os cães à praia, para evitar contratempos como o que nos preocupa hoje.

Resgate marítimo salva um cachorro no mar

Em algumas ocasiões, os cães podem aprontar e causar preocupação. Um dos casos mais recentes é o vivido por um tutor de cachorro no País de Gales, em agosto de 2020.

Aparentemente, o cachorro ficou animado perseguindo gaivotas e acabou a um quilômetro e meio da praia. Para que possamos entender melhor, a distância percorrida pelo animal mar adentro foi de 2,41 quilômetros.

Membros da equipe de resgate marítimo costumam responder a gritos de socorro, mas esse curioso caso provavelmente nunca será esquecido.

O bote de resgate marítimo rapidamente partiu para resgatar este cão aventureiro. Graças à equipe, o animal pôde encontrar na praia seu agradecido tutor que tinha ficado desesperado.

Salvamento marítimo resgata um cachorro no mar

Precauções a seguir com um cachorro na praia

Como vimos, uma simples caminhada na praia pode terminar com o título “Resgate marítimo salva um cachorro no mar”. Portanto, é necessário seguir uma série de cuidados ao levar cães à praia. Aqui estão algumas dicas.

Encontre um lugar tranquilo e uma área de banho segura

Algo que o cão não conseguirá evitar é chegar perto do mar e, possivelmente, dar um mergulho. Isso é normal, embora seja aconselhável escolher uma área segura que não tenha correntes marítimas e que não seja profunda.

Assim, o animal poderá desfrutar do banho, algo que por sua vez será uma forma de combater a insolação. Isso porque, ao se banhar, a temperatura corporal do animal é reduzida.

Além de monitorar correntes e profundidades, outro detalhe importante a se prestar atenção é a bandeira de perigo. Dependendo da cor indicada pela bandeira, o cão poderá ou não mergulhar, assim como o homem.

Tome conta do animal

Embora quando vamos à praia queiramos descansar e nos desconectar, levar um animal exige responsabilidade. É preciso ficar atento para que o cão não sofra (ou cause) qualquer dano ou desconforto.

Por ser um local público, é importante respeitar as outras pessoas que estão na praia. Além disso, ao ficar de olho no animal, você evita que ele se perca no mar ao ir atrás de gaivotas, como o cachorro do noticiário.

Proteção solar

Embora pareça um pouco estranho, o protetor solar é necessário para os cãesAs áreas com pouco pelo e pouca pigmentação, como o nariz, devem ser protegidas.

Outro detalhe que pode passar despercebido é o protetor das almofadas das patas. Assim como nos queimamos quando a areia está quente, as patas do cão são ainda mais sensíveis a superfícies quentes.

Portanto, um protetor de almofadas é muito útil, principalmente se o cão for com frequência à praia. No entanto, você também deve evitar ir nos horários centrais do dia, pois é quando o sol está mais forte.

Leve comida e água

Da mesma forma, você não só deve proteger os cães do sol com protetor solar, mas também com hidratação. É imprescindível que o cão beba com frequência água fresca e limpa, por isso também se recomenda levar um bebedouro e comedouro.

Isso acontece porque se os cães consumirem água salgada, problemas gastrointestinais podem ocorrer. O mesmo acontece se eles ingerirem areia acidentalmente, por isso devemos monitorá-los de perto.

Verifique se a praia aceita animais

Normalmente, você pode verificar na página da cidade se os animais são permitidos na praia. A razão disso é que algumas praias são adequadas para a sua permanência e outras não.

Portanto, antes de ir a uma área turística litorânea, é preciso primeiro se certificar de que a presença de animais é permitida, já que o responsável deve cumprir as obrigações legais impostas na praia.

Verifique se a praia aceita animais

Em resumo, um dia na praia pode virar um pesadelo se você não tomar cuidado. Portanto, sempre que um cão for levado à praia, alguns cuidados devem ser seguidos.

Além disso, o cão deve ir acompanhado da sua documentação e estar corretamente identificado. Dessa forma, tanto o tutor como o animal podem aproveitar um dia de praia sem surpresas.

  • Rhyl RNLI crew up dog half a mile out to sea, BBC NEWS. Recogido a 15 de septiembre de 2020 en: https://www.bbc.com/news/av/uk-wales-53974777
  • 4 consejos para disfrutar de un día de playa con tu perro, Consell de Col·legis Veterinaris de Catalunya. Recogido a 15 de septiembre de 2020 en: http://www.veterinaris.cat/CONSELL/userfiles/CONSELL/file/170823%20Consejos%20perros%20playa_ES.pdf
  • Ordenanza municipal de utilización de las playas y zonas adyacentes, Ayuntamiento de Valencia. Recogido a 15 de septiembre de 2020 en: https://www.valencia.es/ayuntamiento/playas.nsf/0/F1573624F1AB97EFC12580FA00419AD6/$FILE/ordenanza%20modificada%20perros%202016-1.pdf?OpenElement&lang=1