Como saber a quantidade de medicação que se deve dar a um cachorro?

17 Outubro, 2020
Quando falamos sobre a posologia de medicamentos, é fundamental saber a quantidade de medicação que deve ser administrada ao animal. Hoje, vamos explicar como saber a quantidade de medicação que se deve dar a um cachorro.

A posologia é o ramo da farmacologia responsável por estudar as doses e quantidades que um paciente deve receber para atingir a quantidade terapêutica, minimizando os efeitos colaterais. No caso da medicina veterinária, ao lidar com diferentes animais de diversos tamanhos, essa consideração é especialmente importante.

Saber a quantidade de medicação que se deve dar a um cachorro é fundamental para o tratamento adequado de qualquer doença. Hoje, vamos falar sobre como calcular a dose correta de medicação para um cachorro.

Posologia dos medicamentos

Certamente, a última vez que o seu médico prescreveu algum medicamento de uso comum, ele não levou o seu peso em consideração. Essa circunstância, em geral, ocorre com frequência, uma vez que humanos adultos se situam em faixas de tamanho mais restritas e geralmente não é necessário calcular o peso com exatidão para administrar a dose correta.

Enquanto isso, em relação aos cães, os veterinários trabalham com faixas de tamanho corporal que vão desde um quilo ou menos até 70 quilos ou maisPor isso, o cálculo da dose exata é de vital importância para garantir o tratamento correto, já que um cachorro grande pode ter 70 vezes o tamanho de um pequeno.

Assim, um comprimido para um mastim é quase tão grande quanto a cabeça de um chihuahua.

quantidade de medicação que deve ser dada a um cachorro

Qual é a quantidade de medicação que se deve dar a um cachorro?

Geralmente, a maioria dos medicamentos, com algumas exceções, como os produtos para quimioterapia que se baseiam na área de superfície corporalcostuma depender do peso total do cachorro. Por isso, saber o peso mais ou menos exato do animal é fundamental para orientar qualquer tratamento.

Às vezes, pode ser fácil calcular o peso de um animal “com um olho clínico”. Porém, em cães com pelos longos e volumosos, ou animais muito robustos e musculosos, esses cálculos aproximados podem ser muito diferentes do peso real. Portanto, para protocolizar o ato clínico, a pesagem do cachorro deve ser feita regularmente.

Uma vez que o peso do cachorro for conhecido, só precisaremos saber a dose que corresponde a esse peso. A quantidade de medicação geralmente está expressa na bula em mg/kg. Se, por exemplo, a dose total de um medicamento é de 0,1 mg/kg e o animal pesa sete quilos, devemos administrar 0,7 mg. Se, por outro lado, ele pesar 65 quilos, deverá tomar 6,5 mg de medicamento.

Quantas vezes ao dia?

A quantidade de doses diárias também está indicada na bula. Geralmente, é indicada pelas seguintes abreviaturas:

  • SID ou QD: Do latim semel in die ou quaque die que, para quem não conhece esse idioma, significa uma vez ao dia.
  • BID: Bis in die, ou seja, duas vezes ao dia.
  • TID: Ter in die, vamos ver se você consegue adivinhar quantas vezes ao dia isso significa.

Na verdade, há mais indicações, mas a maioria dos medicamentos são administrados SID ou BID e, no máximo, TID.

Como a medicação deve ser dividida?

Na verdade, há uma resposta simples para essa pergunta. A maioria dos fabricantes de medicamentos para animais estão cientes dessas particularidades e, por isso, o armário de medicamentos dos veterinários conta com muitos medicamentos em versões P, M e G.

Essa variedade no tamanho dos comprimidos é uma grande vantagem para administrar o medicamento, pois não basta apenas calcular a quantidade e a dose, também é preciso administrar a medicação corretamente. Ter comprimidos de tamanhos diferentes para atender às necessidades de cada animal facilita bastante o trabalho do veterinário clínico.

Porém, em algumas ocasiões, o medicamento necessário não tem uma versão veterinária. Assim, seguindo a chamada prescrição em cascata, pode ser necessário recorrer à farmacopeia humana.

É nesse ponto que o trabalho se complica e você pode se ver precisando partir um comprimido em 24 pedaços para um cachorro de dois quilos. Mas enfim, com paciência e pulso firme…

quantidade de medicação que deve ser dada a um cachorro

Esperamos que essas linhas tenham te ajudado a compreender um pouco melhor a maneira como nós, veterinários, trabalhamos para calcular e, sobretudo, dosar corretamente os medicamentos para os cães.