Shikoku ou cão-lobo japonês: corajoso e engraçado

23 Maio, 2018
Esse cão, apesar de ser alegre, também mostra um caráter forte e determinado. Por isso, é necessário treiná-lo através do reforço positivo. Esse animal chegou ao Japão 3.000 anos atrás. Desde então, tem sido usado para caçar javalis

O shikoku é uma raça do Japão. Na verdade, a raça ganhou o nome da região de onde surgiu. Essa raça é maior do que outros cães japoneses conhecidos. Além disso, esses animais têm um padrão de cor único nas raças asiáticas.

História do shikoku

O shikoku é uma raça com muita história no Japão. Acredita-se que eles chegaram na ilha do Japão cerca de 3.000 anos atrás, provavelmente vindos da China. Suas origens são tão antigas que só se pode especular sobre ela com datas aproximadas.

Durante muito tempo, havia três variedades dessa raça. Entretanto, a que permaneceu mais pura foi a que estava vivendo dentro da ilha de Shikoku. Isso foi devido ao isolamento proporcionado pela região. Essa é a única linhagem que sobreviveu até os dias atuais.

O shikoku é um cão muito ágil e corajoso. Ele tem sido usado na caça do javali quase desde a sua origem. Hoje em dia, além disso, esses cães são tidos ​​como animais de companhia e guardiões.

Características do shikoku

Em termos gerais, o shikoku é um cão de tamanho médio, com um corpo bem proporcional, musculoso e compacto. Sua aparência lembra a do shiba inu, mas maior.

Características do shikoku

Quanto à cabeça, tem um nariz pontudo e ligeiramente mais curto que o crânio. Suas orelhas são de alta inserção, triangulares e sempre mantidas em pé. Seus ouvidos têm um pouco menos de mobilidade do que os de outras raças de cães. Além disso, tendem a se concentrar para a frente.

Como todos os cães do tipo spitza cauda é de alta inserção e fica enrolada sobre as costas. Além disso, a cauda também é grossa e tem um pouco mais de pelos do que o resto do corpo.

A pelagem do shikoku é dupla. A camada externa é áspera e reta, enquanto a interior é mais curta e mais macia. Cães com este tipo de pelagem não devem ser tosados. Afinal, essa camada dupla protege os animais tanto do frio quanto do calor.

Quanto à cor, essa raça de cão existe em três variações de mesclas. Essa é a típica mistura de raças japonesas, como shiba inu ou akita. Há a mescla mais habitual, com uma proporção equilibrada entre os pelos pretos e brancos. A mescla preta, com mais pelos negros do que brancos. E a mescla vermelha, com a inclusão de pelos avermelhados entre o branco e o preto.

Comportamento do shikoku

Por muitas gerações, o shikoku tem sido usado como um cão caçador de javalis. Ele é um cão ágil e corajoso. Além disso, também tem uma grande energia mental e física. Por isso, gosta de descarregá-la enquanto brinca ou explora os arredores. Um shikoku entediado pode se tornar um animal destrutivo. No entanto, ele é um grande companheiro de brincadeiras.

Comportamento do shikoku

Como muitas outras raças asiáticas, tem uma personalidade forte e determinada. Portanto, é essencial treinar esses cães através do reforço positivo. Eles não são cães que podem aprender através da punição ou da força. Pelo contrário, são muito inteligentes e gostam de aprender.

Na caça, eles são animais cheios de energia e perseverantes. Esse temperamento persiste quando eles são animais domésticos, onde também são felizes e divertidos. À primeira vista, eles podem não parecer os cães mais amorosos. Entretanto, se encontrarem uma família que os respeite, serão tremendamente fiéis.

Cuidados com o Shikoku

O shikoku não tem muitas doenças hereditárias que devem preocupar sua família. Apesar disso, eles parecem ter uma tendência a sofrerem de problemas oculares. Entre eles, a atrofia de retina e o hipotireoidismo.

Portanto, as indicações do médico veterinário devem ser seguidas em relação a exames periódicos e prevenção de outras doenças. Entre as mais sérias, está a displasia do cotovelo. Você também não deve se esquecer dos cronogramas de vacinação e desparasitação.

Problemas veterinários mais comuns

Por ser um animal com tanta energia, é importante lembrar de alguns cuidados. Após cada passeio por ambientes selvagens, é necessário fazer uma revisão completa do corpo do cão. Isso porque gravetos podem ter ficado presos entre as almofadas ou nas orelhas do cão.

Em animais que andam no campo, é especialmente necessário uma boa desparasitação. Afinal, pulgas e carrapatos podem ser portadores de doenças graves. Esses parasitas podem ficar escondidos entre o pelo ou em qualquer parte do corpo do cão.

Não se esqueça que é necessário fazer pelo menos uma boa escovação semanal para remover os pelos mortos. Esse cuidado é devido ao tipo de pelagem do animal. No verão, eles não devem ser tosados. Sua camada interna de pelos mais curtos e densos protege-os do calor.

O shikoku pode nos lembrar de outras raças de cães japoneses, devido a personalidade, mas eles têm um físico único. Respeite seu shikoku, ensine-o através do reforço positivo. Para isso, ofereça-lhe recompensas por seu bom comportamento. Dessa forma, você terá um amigo fiel e protetor durante muito tempo.