A truta arco-íris, um salmonídeo multicolorido

10 Novembro, 2020
A família dos salmonídeos possui espécies tão curiosas quanto a truta arco-íris, que está presente em quase todas as águas do mundo.

A truta arco-íris é um salmonídeo multicolorido presente em praticamente todas as águas do mundo. Seu nome popular vem das tonalidades adotadas pelo seu corpo.

Você sabe quais são as características desse belo animal? Sabe quais perigos ele enfrenta no que se refere à sua conservação? Se você quiser saber mais sobre esse peixe único, recomendamos esta leitura.

Características da truta arco-íris

A truta arco-íris recebe o nome científico de Oncorhynchus mykiss e é um peixe de água doce nativo da América do Norte. Essa espécie pertence à família Salmonidae, cujos membros são comumente chamados de salmonídeos.

Essa espécie atinge um comprimento de 51 a 76 centímetros e pesa cerca de 3,6 quilos, classificando-se assim como um peixe de porte médio. No entanto, já foi registrado o tamanho máximo de 1,2 metros de comprimento em um indivíduo com 24 quilos de peso e 11 anos de idade.

Seu corpo é alongado e fusiforme, acompanhado de seis nadadeiras: peitoral, ventral, anal, dorsal, adiposa e caudal. A barbatana adiposa é característica dos salmonídeos e possui uma borda negra.

Geralmente, na região ventral, apresenta uma coloração prateada ou esbranquiçada e possui uma linha lateral rosada iridescente. Por outro lado, na região dorsal do corpo, a cor predominante varia do azul ao verde. As cores presentes em seu corpo são a razão pela qual esse animal é chamado de truta arco-íris. As tonalidades do seu corpo variam de acordo com o habitat, a idade e a reprodução.

Com relação ao habitat, o corpo das trutas que vivem em lagos é mais prateado e brilhante. Enquanto isso, aquelas que vivem em rios apresentam uma tonalidade mais escura e uma cor mais intensa.

Outro fator que pode afetar a tonalidade do corpo é a alimentação. Foi observado que a cor salmão característica das espécies silvestres provém da ingestão de moluscos e crustáceos.

Além disso, é possível observar um certo dimorfismo sexual entre machos e fêmeas dessa espécie. Enquanto as fêmeas possuem uma barriga saliente, a mandíbula inferior dos machos é mais pronunciada e sua linha lateral é mais brilhante.

A truta arco-íris, um salmonídeo multicolorido

Distribuição, habitat e alimentação

Essa espécie é originária da América do Norte, onde se distribui por diversos rios na costa do Pacífico. Sabe-se que o ponto de partida é o Alasca e que o percurso termina na Baixa Califórnia, podendo chegar até o México.

A truta arco-íris geralmente vive em áreas de água doce, transparente e fria, tais como rios, lagos ou riachos. A água deve ser límpida e preferencialmente com uma temperatura em torno dos 12°C. Em relação à corrente, tem preferência por rios com correntes rápidas ou moderadas. Contudo, em algumas ocasiões, pode sair da água doce e chegar ao mar.

Por ser uma espécie predatória generalista, sua dieta pode variar. Entre os alimentos consumidos, destacam-se as larvas de invertebrados, os crustáceos e os moluscos. Além disso, também foi observado que ela consome peixes pequenos. Com relação aos membros juvenis, eles se alimentam principalmente de zooplâncton.

A pesca esportiva e a truta arco-íris

Na verdade, essa espécie foi introduzida artificialmente praticamente no mundo todo. Em países como a Espanha, por exemplo, ela é encontrada apenas nas regiões onde foi reintroduzida para a pesca esportiva ou para seu cultivo em explorações piscícolas.

Essa espécie está presente em todas as águas de todos os continentes, exceto na Antártica. Embora seja cultivada em explorações piscícolas para o consumo gastronômico, o principal motivo de sua reintrodução foi recreativo.

Por essas razões, a truta arco-íris é considerada a mais cultivada no mundo todo. Isso se deve a aspectos como sua resistência ou facilidade de criação, tanto pela alimentação quanto pela adaptabilidade.

Conservação

No que diz respeito à sua conservação, continuando com o exemplo da Espanha, é uma espécie exótica que representa uma ameaça para as espécies autóctones. No restante da Europa, também é uma espécie introduzida pelo homem.

A principal ameaça que representa é o fato de que a truta arco-íris é uma espécie predatória. Assim, sua presença influencia as populações de anfíbios e invertebrados, bem como de outras espécies de peixes autóctones.

Sua classificação na Lista Vermelha de Vertebrados da Espanha consta como espécie “Não Ameaçada”. Não está registrada na UICN e, portanto, seu estado de conservação em termos globais não é conhecido.

A truta arco-íris, um salmonídeo multicolorido

Assim, como podemos ver, a truta arco-íris é um parente muito aventureiro do salmão, que pode ser encontrado em rios ou mares. Não é uma espécie ameaçada e é apreciada tanto na pesca esportiva quanto na gastronomia.