Vallhund sueco: o cão dos vikings

12 Maio, 2018
O vallhund sueco foi usado como cão de pastoreio e de vigilância. É uma raça pequena que atrai a atenção por suas orelhas triangulares, que o fazem parecer estar sempre alerta.

O vallhund sueco parece um cão mestiço de várias raças, mas nada está mais longe da realidade. Na verdade, ele é uma raça própria com uma forte vontade de trabalhar e muita história.

História do vallhund sueco

As origens reais desta raça de cães não são claras. Ainda assim, sabe-se que é originalmente da Suécia e já existia na era dos Vikings, que o usavam como cão pastor e protetor da casa. No entanto, apesar de ter sido há muitos séculos,  não está muito claro como este cão apareceu pela primeira vez.

Há controvérsias na formação da raça: muitas pessoas afirmam que suas origens estão ligadas aos corgis. Apesar disso, não parece haver evidência de que os vikings misturassem seus cães com os das Ilhas Britânicas. Muitas outras pessoas negam essa teoria, garantindo que a forma do corpo dessas duas raças seja uma coincidência.

De qualquer forma, o vallhund sueco é classificado, desde meados do século 20, como um cão spitz ou primitivo.  Por sua vez, os corgis são reconhecidos como cães boiadeiros. As pernas curtas em ambos pode ser apenas uma coincidência ou podem ter uma origem comum. Nós nunca saberemos.

Características do vallhund sueco

Em geral, o vallhund sueco é um cão de tamanho médio, robusto e com pernas notavelmente curtas. Por isso, ele tem uma uma aparência alongada e compacta. Além disso, medem cerca de 35 centímetros até a cernelha e seu peso fica entre 12 e 16 quilos.

Eles têm uma expressão que parece sempre alerta em seus rostos, graças às suas orelhas triangulares e afiladas que estão sempre eretas sobre suas cabeças. Além disso, os olhos são pequenos e abertos, muito expressivos e atentos ao ambiente. A trufa (nariz) é sempre preta e os lábios são apertados, sem formar rugas.

vallhund sueco

Existem dois tipos de cauda: a cauda longa e a cauda curta, que podem ser de qualquer tamanho. A cauda longa tende a enrolar sobre o dorso como outros cães tipo spitz. Embora a cauda também possa estar ereta, isso não faz diferença para o padrão da raça.

Além disso, esses cães têm pelo médio-longo, grosso e compacto. Também m uma camada interior de pelos mais macia do que a camada externa, que ajuda na proteção contra as temperaturas extremas da Suécia. O pelo pode ficar mais longo no pescoço, patas, ventre e cauda, embora seja mais curto na cabeça.

No mais, esse cão pode aparecer em várias cores diferentes: cinza, marrom acinzentado, amarelo acinzentado ou avermelhado. Os pelos podem ser mais claros em diferentes partes do corpo. Entre elas, no focinho, na garganta ou no peito. Por outro lado, pelos escuros podem aparecer no pescoço e nas laterais do corpo.

Comportamento do vallhund sueco

Originalmente, era um cão pastor, caçador de pequenos mamíferos e protetor da casa. Sua personalidade foi preservada até hoje.

Ele é um cão ágil e inteligente, que gosta de trabalhar e enfrentar novos desafios. Além disso, tem uma grande capacidade de aprender. Por isso, acaba por desenvolver habilidades muito diferentes: ele se apresenta bem nas pistas de agility, embora também possa ser um campeão em jogos interativos.

O vallhund sueco é carinhoso e dedicado à sua família, mas pode ser um pouco desconfiado com estranhos. Naturalmente, a característica de protetor de sua casa pode fazer esse cão latir muito se você morar em uma cidade, pois qualquer movimento fora de casa o alertará.

vallhund sueco

Embora seja um cão enérgico, com três caminhadas de qualidade por dia, suas necessidades de exercícios podem ser atendidas. No entanto, o exercício mental não deve ser negligenciado em um cão com essas características. Afinal, eles precisam aprender e enfrentar desafios mentais para não ficarem entediados.

Cuidados necessários

Esta raça de cão parece apresentar apenas as doenças hereditárias típicas de cachorros com pernas curtas. Eles tendem a sofrer com displasia de quadril e diferentes doenças nas costas, tanto nos ossos como nos músculos.

De todo modo, visitas ao veterinário não devem ser negligenciadas. Somente o profissional de saúde pode decidir iniciar um tratamento preventivo, bem como seguir um cronograma de vacinas e desparasitação.

O vallhund sueco tem uma dupla camada de pelos. Por isso, não devemos cortar seu pelo no verão: a camada interna protege tanto contra o frio quanto o calor. Quando os tempos de muda estão se aproximando, é necessário fazer uma boa escovação para permitir que ele se livre de pelos mortos e para evitar problemas de pele.

O vallhund sueco é um cão de baixa altura para ser um cão pastor, mas graças à sua inteligência e versatilidade, ele continua a trabalhar em sua especialidade. Além disso, tornou-se um cão de família, fiel, trabalhador e inteligente, para o qual o exercício mental não deve ser negligenciado.