Prescrição e uso responsável de medicamentos veterinários

29 Março, 2020
A prescrição e o uso responsável dos medicamentos veterinários dependem de vários fatores. No entanto, talvez o mais importante seja a responsabilidade de quem prescreve e de quem administra; isto é, do veterinário e do dono do animal.
 

A prescrição e o uso de medicamentos veterinários são regulados por uma série de obrigações legais que regem as ações dos profissionais ao prescrevê-los ou utilizá-los. No entanto, a responsabilidade não deve recair exclusivamente sobre o veterinário, mas também sobre os donos dos animais, que devem seguir suas orientações à risca.

Prescrição de medicamentos veterinários em animais de estimação

Não há dúvida de que o profissional veterinário é o principal elo entre o medicamento e o animal. O sucesso do tratamento e a satisfação do dono dependem, em grande parte, dos seus critérios, experiência e bom trabalho.

Medicamentos para cães

A regulamentação da autorização de um medicamento para animais de estimação costuma definir, dependendo das características do remédio:

  • A necessidade de um diagnóstico preciso.
  • Os riscos associados à sua administração.
  • A natureza obrigatória de uma receita veterinária antes da administração. Os regulamentos estabelecem que os profissionais veterinários são os únicos treinados para prescrever medicamentos veterinários.

O aconselhamento veterinário é uma garantia adicional que orientará o dono a fazer uma escolha acertada dos produtos, bem como um uso apropriado e responsável.

O veterinário dos animais de estimação deve prescrever medicamentos especificamente registrados para esse animal e para esse tratamento específico. Com base nas recomendações locais, ele prescreverá “o mínimo possível, mas o máximo necessário”.

Isso nos dá a ideia do quão ruim é usar mais medicamentos do que o necessário, assim como usar menos. De fato, é uma das razões por trás do surgimento da resistência antimicrobiana, um dos problemas mais graves da atualidade.

Prescrição em cascata

Somente em casos excepcionais em que o medicamento específico não existe, pode ser utilizado um regime de prescrição excepcional, conhecido como cascata. Este método estabelece que, na ausência da medicação ideal autorizada, o veterinário pode tratar o animal com base em um padrão ordenado estabelecido.

Prescrição e uso responsável de medicamentos veterinários

Como primeira alternativa, um medicamento autorizado deve ser utilizado, mesmo que a sua autorização seja para outra espécie ou para outra doença da mesma espécie. Caso isso não seja possível, a segunda opção seria:

  • Optar por um medicamento autorizado para essa espécie e doença, mas em outro país.
  • Optar por um medicamento para uso humano. É a opção menos recomendada.

Somente nos casos em que nenhuma das opções acima seja viável, a última alternativa seria possível. Consiste em recorrer a um medicamento veterinário preparado na época para uso exclusivo desse animal – é claro, sempre por pessoas autorizadas.

Essa alternativa é a mais importante porque o veterinário absorve toda a responsabilidade pela escolha do tratamento, principalmente se o resultado da terapia tiver efeitos negativos no animal.

Uso responsável de medicamentos veterinários em animais de estimação

Para garantir a segurança dos animais e o sucesso do tratamento, os medicamentos veterinários sempre devem ser utilizados de acordo com as recomendações do médico. Qualquer desvio dessas recomendações pode envolver a entrada em território desconhecido e, portanto, levar a consequências indesejáveis.

Embora todos os medicamentos devam ser utilizados dessa maneira, vale ressaltar o caso dos antimicrobianos, cujo uso correto permite proteger a sua eficácia futura. Assim, contribuímos não apenas para a saúde animal, mas também para a saúde pública.

Beagle tomando remédio

Uso racional dos medicamentos veterinários

Prevenção de doenças

Permite reduzir ao máximo a incidência das patologias e, portanto, seu tratamento e as possíveis repercussões associadasElementos como redução do estresse, alimentação responsável, uso de vacinas e antiparasitários podem reduzir a incidência e a gravidade das doenças.

Diagnóstico e tratamento

Colírio para cães

A realização de testes de laboratório sempre ajuda a reduzir a probabilidade de erro no diagnóstico e nos aproxima do agente causador, para que possamos tratar o problema de forma eficiente.

No entanto, o tempo disponível para o veterinário é limitado. Em muitas ocasiões, os recursos financeiros do dono também são. Por isso, o tratamento deve ser bastante confiável.

 
  • Medicamentos Veterinarios para Animales de Compañía. Asociación madrileña de veterinarios de animales de compañía. Pág.:10-19.