Por que os gatos odeiam água?

12 Novembro, 2020
Os gatos odeiam água em muitos casos e, embora possa não parecer, esse comportamento responde a uma série de adaptações evolutivas ancestrais da espécie.

A ideia de que os gatos odeiam água é um dos mitos mais difundidos na cultura popular. Embora existam mecanismos evolutivos que poderiam justificar o medo dos felinos desse fluido, a personalidade de cada animal parece estar mais envolvida do que seu código genético.

Além do medo devido à falta de familiarização, os gatos podem ter medo da água por causa de experiências anteriores negativas, da sensação de ansiedade que seu pelo molhado gera ou até mesmo por sua capacidade de detectar produtos químicos na água através do cheiro. Aqui vamos mostrar o motivo desse comportamento no mundo dos felinos.

Sobre a história evolutiva dos gatos

O gato doméstico (Felis silvestris catus), segundo estudos arqueológicos, é descendente direto do gato africano Felis silvestris lybica, subespécie de felino nativo do Norte da África e Oriente Médio.

Acredita-se que os fazendeiros das terras do Oriente tenham entrado em contato com esses gatos selvagens há cerca de 10 000 anos. Uma das razões para a domesticação pode ser o fato de que as aldeias agrícolas sofriam de pragas de roedores, motivo pelo qual permitiam e incentivavam a presença desses gatos em suas ruas e campos agrícolas.

Esse seria um caso de relação simbiótica, uma vez que os gatos obtinham alimentos e os assentamentos humanos erradicavam as pragas, com todos os benefícios que isso acarreta. O contato próximo por centenas de anos promoveria o surgimento do relacionamento que conhecemos hoje.

Por que isso é relevante para entender o medo de água dos gatos? Pois bem, como já dissemos, estes gatos domésticos são descendentes diretos de uma espécie típica do Oriente, uma região com uma paisagem dominada por áreas áridas, desertos e pastagens.

É claro que estamos falando de uma área onde a água é escassa, então o parente mais próximo do gato doméstico não precisava se aproximar desse fluido naturalmente. Além disso, como sua dieta é baseada principalmente em roedores e aves, ele não precisava se aventurar às margens dos rios em busca de presas, salvo em raras exceções.

O habitat natural do gato africano é a savana e a estepe, áreas características pela falta de água. Portanto, ele nunca aprendeu a nadar.

Sobre a história evolutiva dos gatos

Por que os gatos odeiam água?

Independentemente de sua condição genética ancestral, os gatos domésticos não evoluíram para entrar em contato com a água ao longo dos anos. Portanto, a exposição a ela lhes causa desconforto de várias maneiras. Algumas das sensações de desconforto que um felino experimenta ao tomar banho são as seguintes:

  • A pelagem dos gatos não é preparada para ser submetida a banhos (não é impermeável), por isso fica encharcada rapidamente. Para o felino, é como usar uma toalha cheia de água sobre o corpo.
  • Os felinos podem detectar odores que os humanos não conseguem e, portanto, são capazes de perceber os componentes químicos presentes na água. Esse cheiro artificial e pouco conhecido assusta o animal.
  • As orelhas dos gatos são superdimensionadas em relação ao resto do corpo. Isso representa um risco maior de a água entrar nelas e causar infecções.

Como podemos ver, os gatos simplesmente não estão adaptados para entrar em contato com a água ou nadar. Seus pelos ficam encharcados rapidamente, dificultando sua caminhada e aumentando seu peso corporal. Além disso, seus ouvidos se enchem facilmente de líquido, causando uma sensação muito desagradável no animal.

Você deve dar banho no seu gato?

Depois dos dados expostos, é comum se fazer essa pergunta. A resposta mais imediata é que não é necessário dar banho no gato com assiduidade, pois o felino cuida da própria higiene.

Mesmo assim, a partir de um ano de idade, pode ser bom dar banho no gato a cada três ou quatro meses. A descoloração da pelagem, a consistência oleosa da mesma e o mau cheiro são sinais inconfundíveis de que o felino precisa de uma ducha.

Você deve dar banho no seu gato?

Existem exceções à regra

Embora seja verdade que a maioria dos gatos não gosta da exposição à água, há raças como o Maine coon, que têm uma pelagem muito mais impermeável, portanto, não se incomoda em dar um mergulho de vez em quando.

Essa adaptação é produto da seleção humana, mas não é uma característica definidora geral da espécie. Os gatos vêm de ambientes áridos e secos, por isso seu contato com a água foi historicamente muito limitado.

  • Hallan los primeros gatos domésricos, EL UNIVERSAL. Recogido a 1 de septiembre en https://www.eluniversal.com.mx/articulo/ciencia-y-salud/ciencia/2017/06/19/encuentran-el-origen-de-los-primeros-gatos-domesticos
  • Eldredge, D. M. (2008). Cat owner’s home veterinary handbook. Beth Adelman.